Visite Jerusalém sem sair do Brasil

Visite Jerusalém sem sair do Brasil

Atualizado: Quinta-feira, 12 Março de 2009 as 12

Já é possível conhecer um pouco mais sobre Jerusalém sem viajar. A cidade, reverenciada por judeus, muçulmanos e cristãos, conta uma história de mais de três mil anos e pode ser observada na réplica da maior maquete do mundo. A atração, que retrata o local na época do Segundo Templo, faz parte do Centro Cultural Jerusalém - CCJ, localizado na Catedral Mundial da Fé, no bairro de Del Castilho, na cidade do Rio de Janeiro. O centro apresenta também outras exposições, eventos e atrações como o cibercafé e loja de souvenirs.

De acordo com o CCJ, definido como ponto turístico da cidade por Lei de 15 de janeiro de 2009, o objetivo do centro é "promover a integração da sociedade brasileira com a história de Jerusalém, buscando apresentá-la de forma interativa, levando aos visitantes uma reflexão que visa o estreitamento e a consolidação dos laços sociais entre os povos, através da divulgação cultural".

O valor do ingresso é R$ 10,00. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia.

Réplica de Jerusalém na Época do Segundo Templo 

Maior atração do CCJ, a Réplica de Jerusalém na Época do Segundo Templo é a segunda réplica existente no mundo - a original está no Hotel Holyland de Jerusalém, em Israel.

Apresentando particularidades da história de Jerusalém e de Israel - com a topografia e a arquitetura do período no ano 70 d.C, a réplica tem o propósito trazer um pouco da história de Jerusalém para aqueles que não têm como conhecê-la in loco.

O cenário da réplica dispõe de:

- Tour Virtual

Totens multimídia, recursos audiovisuais, infográficos, fotos e ilustrações descrevem detalhes e curiosidades das principais construções.

- Luminotécnica

A réplica também é uma atração ecologicamente correta, já que seu projeto de iluminação foi realizado com 12 mil lâmpadas de LED (Light Emitting Diode - Diodo Emissor de Luz).

Com os LEDs coloridos, efeitos especiais destacam, simultaneamente, as construções acessadas nos totens multimídia.

A iluminação também simula os diferentes horários da cidade: de um dia de sol no oriente, passando pelo pôr-do-sol no final da tarde e fechando com um céu estrelado. Os visitantes também surpreendem-se com a LED noturna no interior dos prédios, que representa a iluminação à luz de velas.

Informações:

http://www.centroculturaljerusalem.com.br

veja também