Viva à altura de quem você é

Viva à altura de quem você é

Atualizado: Terça-feira, 26 Março de 2013 as 6:52

 

luz“Portanto, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas”. (Hebreus 2.1)
 
Somos influenciados por aquilo que ouvimos e, portanto devemos procurar ouvir coisas que nos fortalecem. As pessoas que liberam influências sobre outras precisam ter mais cuidado com o que falam porque serão cobradas.
 
Precisamos ouvir com a atitude certa de coração para aplicarmos.
 
Existem coisas em nossas vidas que nunca foram resolvidas porque nunca nos posicionamos. Estamos parados quando é a hora de sair da “rede”. Ouvir o que queremos e não o que precisamos é permanecer na “rede”.
 
Devemos deixar de estar tão conscientes dos cinco sentidos naturais e nos fortalecer diariamente, constantemente com as práticas espirituais de oração, meditação na Palavra e orações em línguas. A falta das práticas comuns da nossa vida cristã murcham a nossa ousadia.
 
Deus seria injusto se o que Ele nos mandou fazer o diabo tivesse poder para nos impedir. Mas, Ele nos deu a condição para fazermos tudo o que precisamos.
 
Devemos praticar os fundamentos que já conhecemos, porque um dia longe da presença de Deus é sem dúvida de grande prejuízo. Ficamos mais conscientes de Sua presença praticando coisas simples.
 
Queremos que Deus alcance nossas vidas, mas Ele já deixou a porta aberta para entrarmos e pegarmos o que quisermos. Um novo e vivo caminho já foi estabelecido.
 
Às vezes, as circunstâncias não mudam instantaneamente, mas se você estiver consciente da Sua Presença, a sua atitude de coração muda imediatamente. Então, você estando firme no Senhor e na força do seu poder, verá a manifestação. Fortalecendo o nosso espírito, que é nossa força vital e quem nós somos de fato, vamos vencer. Quanto mais fortalecemos nosso espírito, menos a nossa carne dominará nas circunstâncias.
 
Quando ouvirmos e aplicarmos as instruções de Deus, teremos benefícios para nós e para os que estão ao nosso redor.
 
Em Deuteronômio 28, lemos que as bênçãos perseguem e alcançam os que obedecem os mandamentos de Deus. Não precisamos correr atrás delas, mas elas virão e nos alcançarão se estivermos no lugar da obediência.
 
Ele já nos deu tudo o que precisamos.
 
Precisamos tirar de nós o fermento da maldade, da velha natureza, em sinceridade.
 
Sinceridade em português quer dizer sem cera, mas, em grego, significa ser julgado pela luz do sol. Na antiguidade, nos mercados de cerâmica, os vasos que se quebravam eram remendados com cera e para enganar os compradores mais experientes os colocavam sob a luz do sol para examinar se haviam rachaduras.
 
Nós também não devemos ter medo de sermos examinadas, avaliadas, mas devemos ter uma honestidade transparente, que não precisa esconder sua própria vida e motivação, mas pode ser julgada pela luz.
 
Nós já escapamos da corrupção. Não podemos deixar o fermento velho da vida de aparência entrar em nosso meio. Deus estabeleceu para nós um padrão de conduta. Não somos qualquer pessoa e devemos nos valorizar, vestindo-nos e nos comportando de maneira que valorize a Deus.
 
 
por Sylvia Lima - Coordenadora das Escolas de Ministros Rhema

veja também