Você viu Enoque por ai?

Você viu Enoque por ai?

Atualizado: Terça-feira, 29 Novembro de 2011 as 2:04

Você viu Enoque por ai? Talvez essa tenha sido a frase mais falada durante alguns dias pelos familiares e amigos de Enoque. Procuraram, procuraram por ele em todos os lugares, mas não o encontraram.

Nós nunca encontraremos uma lápide onde se lê: “Aqui jaz Enoque”.

Ele, literalmente, sumiu, ou melhor, Deus o havia tomado, ou arrebatado.

Não há muitas referências bíblicas a respeito da vida de Enoque, mas o que se fala é suficiente para aprendermos os princípios espirituais que devemos praticar.

As lições de Enoque começam com o significado do seu nome. Enoque significa: dedicado, consagrado.

Muito mais do que um nome, Enoque realmente demonstrava uma vida dedicada e consagrada ao Senhor. Conforme Hebreus 11.5, vemos que Enoque era um homem que dava testemunho, conhecia ao Senhor e, com certeza, mantinha uma intima comunhão com  Deus.

“Pela fé Enoque foi arrebatado, de modo que não experimentou a morte; e já não foi encontrado, porque Deus o havia arrebatado, pois  antes de ser arrebatado recebeu testemunho de que tinha agradado a Deus” (Hb 11.5).

Além do nome, Enoque nos ensina um aspecto muito importante na vida cristã: andar com Deus. 

Andar com Deus significa ter uma vida intimamente ligada ao Senhor, o que envolve obediência e compromisso com Ele.

Um fato é verdade: quanto mais próximos andamos de Deus, mais distantes estaremos do mundo; o oposto também é verdade.

Quando me refiro ao mundo, não estou falando de isolamento, mas sim do nosso afastamento do pecado, daquilo que o mundo oferece.

O prazer de Enoque estava em andar com o Senhor. Isso o levou a uma comunhão tão grande e maravilhosa que o próprio Deus o tomou para si.

Nós não sabemos como isso aconteceu, só conhecemos a história por poucos versículos que falam a respeito desse evento.

Será que podemos ser “Enoques” nesta geração? Acredito que sim.

Creio que o mundo (pecado) não nos achará, porque andamos tão próximos de Deus que será impossível nos encontrar.

Por Pr.Carlos Barabás

Via Semente da fé

veja também