Voluntários brasileiros levantam US$ 50 mil para família morta na Flórida

Brasileiros patrocinam funeral de família cristã em Goiânia

Atualizado: Sexta-feira, 17 Fevereiro de 2012 as 12:01

Através da demonstração de amor e apoio, alunos da escola secundária Sprayberry High e pessoas de todas as partes do país acumularam mais de US$ 50 mil em doações para patrocinar o custo dos funerais de 5 residentes no Condado de Cobby, todos mortos em um engavetamento fatal em Gainesville (FL). O incidente ocorreu em 29 de janeiro, depois que um grupo de brasileiros participou de uma convenção evangélica e retornava para casa, na Geórgia.


Na segunda-feira (13), ocorreram os funerais de José e Adriana Carmo, sua filha de 17 anos, Letícia Carmo, o irmão de José, Edson Carmo, e sua companheira, Rosie Fagundes, todos naturais de Goiânia, na 1ª Igreja Metodista Unida, em Marietta (GA), publicou o diário The Marietta Daily Journal.


Bobby Curtis, pastor da Igreja Internacional da Restauração em Marietta, onde José e Adriana eram pastores e o resto da família membros, detalhou que o processo de retorno dos corpos a Geórgia, embalsamento, organização dos funerais e preparação para o traslado ao Brasil para sepultamento foi exaustivo.
“Nunca soube quando fui dormir no sábado à noite (28) que enfrentaria essas circunstâncias”, disse ele. “Tem havido muita pressão ao lidar com o Consulado Brasileiro, funerárias, preparação dos corpos e aeroportos. Há muitíssima logística”.


Na terça-feira (14), cinco membros da igreja acompanharam os corpos no voo de Atlanta (GA) rumo ao Brasil. Curtis detalhou que a filha caçula dos pastores, Lidiane Carmo, 15 anos, que sobreviveu ao acidente, ainda encontra-se hospitalizada no hospital universitário de Shands, em Gainesville (FL), e apresenta melhoras a cada dia.
“Doutores e enfermeiras estão fazendo com que ela saia da cama e sente-se mais tempo”, disse Bobby. “Ela ficará lá pelo menos por mais duas ou quatro semanas. Os médicos não querem que ela seja transferida para outro hospital. Se eles conseguirem superar algumas condições médicas, ela estará pronta para ir diretamente para casa ao invés de um outro hospital”.


Quando a caloura Lidiane voltar para casa, a escola secundária Sprayberry High a estará esperando de braços abertos. Desde o acidente, a escola e pessoas de todas as partes do país organizaram eventos beneficentes para mostrar a família Carmo o seu apoio.


Curtis não soube determinar a quantia exata arrecadada, mas calcula que supera o gol de US$ 51.500 e, além disso, eles conseguiram 5 passagens aéreas grátis para os corpos e 5 membros da igreja que os acompanharão e o governador da Flórida, Rick Scott, ajudou a reduzir os custos com funeral para quase zero.
Alunos da escola Sprayberry High angariaram cerca de US$ 6 mil com a venda de camisetas, braceletes e bolos. O diretor assistente, Tim Crunk, disse que em 3 anos no cargo nunca havia presenciado tanto apoio por alguém, mas que isso não o surpreendia.


“Os fatos falam pelos alunos da Sprayberry. Eles se emocionaram e resolveram agir. Tem sido consolador”, disse Tim.
Na tarde de sexta-feira (10), os alunos organizaram uma passeata em prol da família, trajando camisetas que eles venderam por 2 semanas com o slogan “Stay Strong Lidiane” (Continue firme Lidiane) nas costas.


Em outra demonstração de apoio comunitário, o restaurante Chick-Fil-A, localizado em frente à escola, realizou uma campanha de angariação de fundos, que resultou na maior venda dos últimos 20 anos no local. Segundo a diretora de marketing, Tracey Pitts, foram coletados US$ 4.820,75 em prol da família. Quase 3 mil pessoas foram servidas na segunda-feira (13), entre 6:00 am e 10:00 pm, e, em alguns momentos a fila de automóveis em frente ao restaurante deu a volta ao quarteirão.
“Nunca havia visto isso antes”, disse Tracey. “Nós temos os melhores clientes”.

 

Com informações do Brazilians Voice

veja também