William Oliveira fala sobre "Marketing na Internet" para evangélicos

William Oliveira fala sobre "Marketing na Internet" para evangélicos

Atualizado: Quarta-feira, 17 Setembro de 2008 as 12

Por Adriana Amorim

"A igreja é uma comunidade e a internet também", foi assim que o palestrante do "Congresso Voe mais Alto", William Oliveira, definiu a importância do povo evangélico conhecer as ferramentas que a internet disponibiliza para divulgar a palavra de Deus. O congresso foi realizado entre os dias 11 e 12 de setembro na Expo Cristã, em São Paulo.

William é "analista de planejamento de pós-vendas - publicidade" do Portal Terra. Para ele, a internet é um canal e por isso é necessário realizar estudos antes de veicular a informação: "saber de onde ela está partindo para onde vai chegar, ter foco".

O palestrante citou o exemplo de uma página da internet que têm como interesse divulgar a igreja, mas para isso expõe somente conteúdo sobre os ministérios e eventos. Para o palestrante, a internet é feita de relacionamentos, se não houver fóruns, concursos culturais, sorteios, meios para internauta interagir, o site não será muito acessado. "A página não pode ser um boletim", comentou.

Como opção para as igrejas, Willian falou sobre os "blogs". Por serem comentados, os blogs têm atualização constantes, o que na internet representa "relevância". Quanto mais relevante uma página, mais facilmente ela aparecerá em sites de busca como o "Google", por exemplo, sem que necessariamente compre um "link patrocinado". Para auxiliar a busca orgânica, é necessário ainda que o profissional se atente às "meta-tags", "keywords", "titles", ferramentas que auxiliam

Para Alessandro de Jesus, pastor da "Igreja Metodista Wesleyana" em São José dos Campos, que assistiu a palestra, a internet ainda é uma ferramenta que o povo cristão não sabe utilizar. Alessandro é graduado em Marketing e Publicidade e presta assessoria à sua igreja e para empresas. "Aquilo que a gente vê, os nossos sites evangélicos, eles são muito pobres, não usam a ferramenta que deveriam usar. O meu objetivo aqui é também aprender para que nós possamos usar e trazer isso para o meio evangélico. Se nós cremos que nós temos o melhor da palavra, o melhor da vida, nós precisamos saber apresentar isso, com excelência e com eficácia", comentou.

O palestrante falou também a respeito das "social media", como "orkut" e "myspace", que para ele são ótimas ferramentas de divulgação, mas devem ser usadas de maneira correta. Ele citou o exemplo de uma igreja que divulga um evento musical criando uma comunidade no "orkut". No período que antecede o evento, as informações são atualizadas, o que faz com que mais usuários se filiem à comunidade. O grande problema é o período posterior, quando não são mais divulgadas novas informações e a comunidade acaba caindo no esquecimento. "O objetivo não pode ser a curto prazo. A fórmula de sucesso é relacionamento", resumiu William.

veja também