Adolescente morre ao proteger namorada de tiros, horas após aceitar Jesus e se batizar

De'mari Jackson, de 16 anos, havia ido à igreja pela primeira vez e foi tocado pela pregação.

Fonte: Guiame, com informações de The Christian Post e Wink NewsAtualizado: sexta-feira, 29 de abril de 2022 18:50
De'mari Jackson, de 16 anos, havia ido à igreja pela primeira vez. (Foto: Facebook/The Rock Church of Fort Myers).
De'mari Jackson, de 16 anos, havia ido à igreja pela primeira vez. (Foto: Facebook/The Rock Church of Fort Myers).

Um adolescente nos Estados Unidos morreu ao proteger a namorada de tiros, poucas horas depois de aceitar Jesus e se batizar numa igreja na Flórida, no último domingo (24).

De'mari Jackson, de 16 anos, foi morto por bala perdida, durante uma briga entre adolescentes em seu bairro. Naquela manhã, Jackson foi ao culto da The Rock Church, na cidade de Fort Myers, pela primeira vez.

Tocado pela pregação, ele decidiu se batizar no mesmo dia. “Naquela manhã de domingo em que De'mari foi batizado, tivemos oito [pessoas batizadas]. Ele sentiu o chamado de Deus em sua vida”, disse o pastor da igreja, Wayne Sloss, ao The Christian Post.

Segundo o pastor, o reverendo Gerardo Diaz pregou uma ministração evangelística daquela manhã que moveu o adolescente a se render a Cristo. 

“[A mensagem estava] dizendo que se você quer algo, então você tem que ir em frente. E quando Deus está chamando você para a salvação, não demore. Hoje é o dia da salvação. Você não sabe o que o amanhã vai trazer”, lembrou Wayne.

E acrescentou: “E então descobrir que ele foi baleado e faleceu naquela noite, quero dizer, isso enfatiza esse ponto incrivelmente. E você está apenas chocado. Todas essas coisas passam pela sua cabeça”.

De acordo com a polícia, a tragédia aconteceu durante uma briga entre dois grupos rivais de adolescentes no bairro de Jackson. Ele e Ciara Lopez, namorados há 2 meses, estavam por perto.

“Nós estamos apenas falando sobre como ele deveria pedir a minha mãe para me levar para um encontro e tudo mais”, contou Ciara ao canal de TV Wink News.

Salva por um herói

Jackson percebeu a briga na rua e viu quando um jovem, de 19 anos, sacou uma arma e começou a atirar.

“Tudo o que me lembro é dele pulando na minha frente e ele me empurrando, me dizendo para correr. Eu estava confusa sobre o por quê ele estava dizendo isso. Então, ele me empurrou de novo, me dizendo para correr. Entramos num canto e quando chegamos aos degraus, ele desmaiou”, disse Ciara.

Segundo a namorada, De'mari Jackson foi atingido por dois tiros, perto do pulmão e nas costas. “Tirei meu suéter e decidi colocar a cabeça dele no meu colo e cobri-lo e começar a conversar com ele, dizendo a ele que precisava ficar conosco, muitas pessoas o amavam”, relatou ela.

Jackson morreu mais tarde no hospital. A mãe de Ciara, Jennifer Castro, disse que a filha está viva graças a um herói

“Só quero dizer à família dele que sou muito grato por eles terem criado um bom filho para ficar na frente da minha filha. Qualquer coisa que eles precisem, eu não tenho muito, mas qualquer coisa que eles precisem. Eles sabem onde eu moro. Venha até mim. Lamento a perda deles”, declarou ela, em entrevista ao Wink News.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições