‘Agradeço ao meu Senhor e Salvador Jesus Cristo', diz atleta ao receber prêmio nos EUA

Bryce Young foi o primeiro zagueiro da história de sua escola a ganhar o importante Troféu Heisman.

Fonte: Guiame, com informações do Christian HeadlinesAtualizado: terça-feira, 14 de dezembro de 2021 18:02
Bryce Young discursa ao receber o Troféu Heisman. (Foto: Reprodução / Instagram Bryce Young)
Bryce Young discursa ao receber o Troféu Heisman. (Foto: Reprodução / Instagram Bryce Young)

Bryce Young, que joga no time do Alabama, deu crédito à sua fé, família e companheiros de equipe no sábado (11), depois de bater um recorde na temporada regular ao se tornar o primeiro zagueiro da história da escola a ganhar o Troféu Heisman.

O Troféu Heisman é uma premiação anual, entregue ao melhor jogador da temporada do futebol americano universitário.

O jogador de 1,80 metro – mais baixo que os demais que atuam no futebol americano na mesma posição – Young foi o grande vencedor do prêmio, recebendo 2.311 pontos no total e 684 votos como o primeiro lugar.

Ele ficou muito à frente do segundo colocado, Aidan Hutchinson (do Michigan), que obteve 954 pontos no total e 78 votos após a primeira colocação.

Young começou seu discurso de agradecimentos, que foi transmitido pela televisão, referindo-se à sua fé cristã.

"Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao meu Senhor e Salvador Jesus Cristo. Sem Ele, eu não poderia estar aqui e, por meio Dele, tudo é possível", disse Young antes de se dirigir ao pai e à mãe, a quem agradeceu pelo apoio.

"Gostaria de agradecer ao meu pai por sempre estar ao meu lado. Desde o primeiro dia, você sempre esteve ao meu lado, sempre foi um apoiador, mais do que apenas um pai, mas um melhor amigo para mim", disse Young. "E por isso, sou eternamente grato. Minha mãe, por sempre estar comigo, sempre me apoiando ... Você sempre me apoiou. Você sempre me apoiou. E por isso, sou eternamente grato."

Esforço coletivo

Young ainda creditou a linha ofensiva, os recebedores, os running backs e a defesa, lembrando que embora seja um “prêmio individual”, também é um “prêmio de equipe porque não poderia fazer sem nenhum desses caras”.

Young completou 68 por cento de seus passes para 4.322 jardas com 43 touchdowns e apenas quatro interceptações. Ele foi o segundo nacionalmente e o primeiro na conferência de passes para touchdowns.

 Além disso, ele estabeleceu recordes escolares para a maioria dos touchdowns na estreia de um quarterback titular (quatro) e para a maior porcentagem de conclusão em um único jogo (0,909). Ele também estabeleceu o recorde da escola para passes de jardas em um único jogo (559).

"Sempre fui alguém que foi rotulado como não sendo o protótipo. Sendo um quarterback afro-americano e sendo, entre aspas, o tamanho menor e não sendo esse protótipo, sempre fui excluído", disse Young, que tinha seis anos - foot-zero é mais curto do que os melhores zagueiros da NFL. Por exemplo, Tom Brady tem um metro e noventa, assim como Aaron Rodgers.

“As pessoas, muitas vezes, me disseram que eu não seria capaz de fazer isso. E para mim, sempre se tratou de não provar que eles estavam errados, mas de provar a mim mesmo o que posso realizar”, acrescentou. "Pela graça de Deus, fui capaz de chegar aqui. E sou realmente grato por isso."

No Twitter, Young tem em sua biografia: "Seguidor de Cristo".

Assim que ganhou o prêmio, ele tuitou: "Deus é bom! Verdadeiramente grato por todos que tornaram isso possível e por todo o apoio que recebi. Toda glória a Deus!”.

Bryce Young agradeceu ao apoio dos pais durante premiação. (Foto: Reprodução / Instagram Bryce Young)

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições