Anne Graham evangeliza hospital durante seu tratamento de câncer: “Estou em uma missão”

Diagnosticada com câncer de mama, a filha de Billy Graham compartilhou como tem sido sua jornada em meio à luta contra a doença.

fonte: Guiame, com informações da Fox News

Atualizado: Quarta-feira, 2 Outubro de 2019 as 11:51

A evangelista Anne Graham Lotz, filha do falecido Billy Graham, compartilhou alguns aprendizados durante sua jornada contra o câncer de mama. A doença foi anunciada por ela há um ano.

“O Espírito Santo sussurrou Sua Palavra para mim durante toda a minha jornada de câncer. Eu não sei como eu poderia lidar com tudo o que estava envolvido após o diagnóstico, sem Seus suaves sussurros de conforto, encorajamento e orientação”, disse Graham em artigo publicado na Fox News nesta terça-feira (1o).

Graham conta que sofreu efeitos colaterais da quimioterapia, como queda de cabelo, feridas na boca, dores no corpo e perda de apetite. No entanto, em meio às inúmeras consultas e salas de espera, ela era frequentemente lembrada por Deus que havia um “propósito” na situação.

“O propósito veio à tona — enquanto eu caminhasse, eu faria tudo em Seu nome”, ela disse. “Fui parada por outros pacientes e visitantes que me reconheceram, pessoas que disseram que estavam orando por mim ou que me pediram para orar por elas”.

A evangelista conta que teve “várias oportunidades de compartilhar o Evangelho e orar com enfermeiras, técnicos, médicos e muitas outras pessoas” envolvidas em seu tratamento. “O sussurro [do Espírito Santo] mudou minha atitude de ser uma vítima de câncer para estar em uma missão como Sua embaixadora”, destacou.

Graham também conta que, depois do sexto tratamento de quimioterapia, ela acreditava que poderia ter sido curada. Cansada dos efeitos colaterais do tratamento, ela orou para que Deus confirmasse se ela deveria ou não prosseguir com a quimioterapia.

A resposta veio através da história bíblica de Naamã, um comandante do exército sírio que recebeu a orientação do profeta Eliseu de mergulhar sete vezes no rio Jordão, para ser curado da lepra.

“Ele não queria se submeter aos ‘efeitos colaterais’ da sujeira e da lama. Mas, por insistência de seu servo, Naamã mergulhou no Jordão. Quando ele mergulhou pela sétima vez, ele foi curado”, observa. “Eu pude ouvir o sussurro claro do Espírito respondendo à minha oração, confirmando que eu deveria continuar a quimioterapia. Meu próximo e último tratamento seria minha sétima vez”.

Crise de fé

Nem sempre Anne Graham manteve-se inabalável. Ela disse que em alguns momentos, ela tinha a sensação de que as promessas de Deus não estavam se cumprindo.

“Recentemente, tive uma crise de fé desencadeada por uma promessa que pensei que Deus havia me dado claramente, mas que, com o passar do tempo, não foi cumprida. Eu fiquei devastada. Eu me senti vazia, tola e espiritualmente ingênua”, confessa.

“Então o Espírito sussurrou para mim: ‘Contudo, o Senhor espera o momento de ser bondoso com vocês; ele ainda se levantará para mostrar-lhes compaixão’ (Isaías 30:18). E eu sabia que Sua promessa seria cumprida, mas não de acordo com o meu tempo. Minha fé ressurgiu quando escolhi confiar em Seu caminho e Seu tempo”, acrescentou.

Graham afirma que até poderia ter sobrevivido sem os “sussurros do Espírito Santo”, mas não teria a mesma perseverança sem ouvir sua voz.

Ela deixa ainda um conselho que aprendeu com seus pais: “Leia sua Bíblia todo dia. Estude-a. Aprenda a amá-la. Viva por isso”, disse ela. “Escute o sussurro do Espírito, que fala através das páginas da Palavra que Ele mesmo inspirou, e através das palavras nas páginas, que são inspiradas por Deus”.

 

veja também