Aos 80 anos, cristão refém pelo Hezbollah planeja voltar ao Líbano para trabalhar pela paz

No início deste ano, a Embaixada do Líbano realizou uma recepção em homenagem a Terry Waite por seus esforços humanitários.

fonte: Guiame, com informações do Premier

Atualizado: Segunda-feira, 3 Junho de 2019 as 8:50

Terry Waite comemora 80 anos e planeja voltar a Beirute para continuar a trabalhar nos esforços de construção da paz. (Foto: Reprodução/Premier)
Terry Waite comemora 80 anos e planeja voltar a Beirute para continuar a trabalhar nos esforços de construção da paz. (Foto: Reprodução/Premier)

Terry Waite é um cristão que foi sequestrado em Beirute, capital do Líbano, trinta anos atrás e que, ao celebrar 80 anos na sexta-feira (31), refletiu sobre o poder que o perdão teve em sua vida.

 “Se você não pode perdoar, isso restringe seu próprio futuro. O perdão é libertador”, declarou.

Servindo como colaborador no processo de paz no Líbano, Waite foi mantido em cativeiro por quase cinco anos pelo Hezbollah, enquanto tentava libertar reféns ocidentais naquele país. Ele foi ficou refém de 1987-1991.

Refletindo sobre seu tempo em cativeiro, Waite disse em entrevista que sua fé lhe deu forças para perseverar: “Eu disse aos meus captores, você tem o poder de quebrar meu corpo e você já tentou, o poder de dobrar minha mente e você tentou, mas minha alma não é sua para possui-la.”

Ele contou como suas provações o ensinaram a amar os menos favorecidos: “Sempre tive simpatia por pessoas que estão à margem da vida. Mas essa simpatia em cativeiro transformou-se em empatia”.

O ex-refém do Hezbolah explicou que “estar lá me equipou para poder fazer mais e entender mais a situação em que muitas pessoas neste mundo se encontram”.

Waite, que foi mantido principalmente em confinamento solitário durante seu cativeiro, revisitou o país vários anos após sua libertação em 1991, para oferecer perdão ao Hezbollah, organização supõe-se estar por trás de seu sequestro.

Ele disse que aprendeu a importância de buscar a reconciliação em tempos de divisão: “Você não precisa concordar com o que as pessoas fazem, para poder perdoar”.


No início deste ano, a Embaixada do Líbano realizou uma recepção em homenagem a Terry Waite por seus esforços humanitários.

Ao comemorar seu 80º aniversário, Terry mostra não ter intenção de desacelerar e planeja voltar a Beirute ainda este ano para continuar a trabalhar nos esforços de construção da paz.

veja também