Após 24 anos tentando engravidar, mulher dá à luz trigêmeos: “Clamei por muito tempo”

Aos 44 anos, a nigeriana Hope Lumsambani Dilli deu à luz trigêmeos sem contar com nenhum recurso médico.

fonte: Guiame, com informações de Punch Nigeria

Atualizado: Terça-feira, 30 Janeiro de 2018 as 11:16

Hope Lumsambani Dilli segura os trigêmeos ao lado de seu marido. (Foto: Reprodução/Punch Nigeria)
Hope Lumsambani Dilli segura os trigêmeos ao lado de seu marido. (Foto: Reprodução/Punch Nigeria)

Aos 44 anos de idade, a nigeriana Hope Lumsambani Dilli deu à luz trigêmeos sem contar com nenhum recurso médico — apenas com sua fé e esperança em Deus.

Dilli se casou em março de 1993 e desde então, perdeu um bebê durante o parto e veio sofrendo abortos espontâneos. “Eu tive três abortos após o parto do primeiro bebê que não sobreviveu ao nascimento. Eu tive outros dois abortos espontâneos que ocorreram em cinco meses depois da gravidez e outro que ocorreu em três meses”, disse ela ao site Punch Nigeria.

Durante os 24 anos de espera, Dilli contou com o apoio de seu marido e não deixou sua fé ser abalada. “Durante este período, meu marido e eu continuamos em oração, confiando que Deus iria intervir. Nossa esperança durante o período de tentativas sempre esteve em Deus. Enfim, nada é impossível para Deus”, afirma.

Por outro lado, ela enfrentava as críticas de muitos amigos e familiares. “Clamava à noite, pedindo a Deus para me ajudar e cobrir minha vergonha. Eu acreditava em Sua Palavra e entendia que o atraso não era negação. Meu marido também pensava da mesma forma e nós dois colocamos a nossa confiança em Deus. Eu não desejei morte, mas orei para que eles estivessem vivos para ver o que Deus poderia fazer”.

Quando descobriu que estava grávida de trigêmeos, Dilli e seu marido ficaram sem acreditar e se encheram de gratidão a Deus. No entanto, ela teve que enfrentar novas batalhas em sua mente. “O diabo queria criar infelicidade em mim, trazendo pensamentos sobre as gestações que falharam no meu passado”, ela conta.

“Eu ficava pensando no parto, se algo poderia dar errado. Mas eu rapidamente repreendia os maus pensamentos. Eu não parava de dizer: ‘Não, Deus, esta é a minha vez. Deus, você está fazendo algo desta vez’”, declarava. Dilli fez o parto dos trigêmeos no Centro Médico Federal de Yola, no estado de Adamawa.

Questionada se havia recebido ajuda médica para engravidar, Dilli responde: “É apenas Deus e nada mais. É obra do Senhor”. Ela ainda lembra do diagnóstico anos atrás: “Fomos informados que não havia nada de errado com nós dois”.

Hoje, Dilli encoraja as mulheres que estão passando pelo mesmo problema a esperarem em Deus. “Elas devem se basear na palavra de Deus, porque atraso não é negação. Um dia, Deus fará isso por elas assim como Ele fez por mim. Eu sei que Deus é fiel e Ele fará o que prometeu”, declara.

veja também