Após corrente de orações e 100 dias na UTI, bebê microprematuro recebe alta

O bebê James “Finn” Hill recebeu orações de pessoas do mundo inteiro, que acompanharam sua história pelas redes sociais.

fonte: Guiame, com informações do God Update

Atualizado: Quinta-feira, 26 Setembro de 2019 as 4:07

James “Finn” Hill na UTI Neonatal (à esquerda) e com seus pais Chris e Jessica após alta hospitalar. (Foto: Reprodução/Facebook)
James “Finn” Hill na UTI Neonatal (à esquerda) e com seus pais Chris e Jessica após alta hospitalar. (Foto: Reprodução/Facebook)

Depois de mais de 100 dias tensos na UTI neonatal, James Hill, o bebê “microprematuro”, carinhosamente apelidado de "Fighting Finn" (“Lutador finlandês”), está finalmente em casa com seus pais, Chris e Jessica Hill.

O bebê lutou pela vida, enquanto milhares de pessoas de todo o mundo oravam por ele e acompanhavam sua história de sobrevivência pelas mídias sociais.

Demorou mais de um mês para Jessica e Chris Hill conseguirem abraçar o filho pela primeira vez.

"Quando a mão inteira dele se encaixa na sua unha, isso faz você perceber quão preciosa é a vida", disse Jessica sobre aquele momento.

Antes de Chris e Jessica Hill se tornarem os pais de James “Finn” Hill, eles lutaram contra todas as probabilidades para formar uma família. O casal passou nove anos lutando contra a infertilidade e tiveram muitas falhas com procedimentos, como a fertilização in vitro.

Sem desistir, Jessica e Chris decidiram tentar algo diferente. Eles adotaram embriões de outro casal e fizeram uma nova fertilização.

Após o desgosto de uma gravidez sem sucesso, o casal finalmente estava vivendo seu milagre.

No entanto, Jessica e Chris Hill sofreriam outros desgostos. Na décima semana de gestação eles perderam um dos gêmeos e, apenas 14 semanas depois, em 21 de maio, um coágulo de sangue forçou Jessica a um parto prematuro, quando ela deu à luz a James.

James “Finn” Hill com seus pais Chris e Jessica. (Foto: Reprodução/Facebook)

Nascido quase quatro meses de antecedência, o bebê James Hill chegou por cesariana pesando menos de 500g, o que o tornou um bebê microprematuro.

Um bebê microprematuro é aquele que nasce com peso inferior a 500g ou antes de 26 semanas de gestação, que é o caso de James.

A medicina e a tecnologia deram grandes saltos, mas nunca se comparam ao projeto perfeito de Deus do ventre de uma mãe. Esses pequenos ainda não tiveram tempo de se desenvolver totalmente para a "vida externa", tornando a sobrevivência uma verdadeira luta.

História de sobrevivência e milagre

James Hill passou por uma cirurgia para corrigir um buraco no coração e para tratar uma doença no intestino. Com muita luta, ele foi ficando mais e mais forte a cada dia, e tempos depois deixou de usar o respirador.

Após passar 113 dias na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Infantil Nemours em Orlando, finalmente chegou a hora de James “Hill” ir para casa.

A jornada exigiu que Jessica e Chris confiassem em sua fé, no apoio e nas orações de outras pessoas.

"Quando saímos e éramos nós três pela primeira vez, eu sabia que não precisaríamos levá-lo de volta. Era tudo o que esperávamos e orávamos", disse Jessica.

"Somos extremamente abençoados por ele ter sobrevivido", disse Jessica.

James lutou contra todas as probabilidades de sobreviver. E enquanto ele ainda tinha obstáculos a superar, sua história passou a inspirar pessoas em todo o mundo.

"Ele já demonstrou grande propósito em sua vida pequenina e está mostrando a muitos de nós, que milagres acontecem", escreveu um amigo na página de angariação de fundos criada para a família Hill. "Ele está ensinando muitos a orar com fé novamente!"

veja também