Ateu com câncer terminal se entrega a Jesus e é batizado dias antes de morrer

Hospital e capelão montam a complexa logística para realizar o último desejo de Thomas Roberts.

fonte: Guiame, com informações da UAB

Atualizado: Quarta-feira, 2 Outubro de 2019 as 1:27

Equipe médica e capelão se mobilizaram para o batismo de Thomas Roberts. (Foto: Reprodução/UAB)
Equipe médica e capelão se mobilizaram para o batismo de Thomas Roberts. (Foto: Reprodução/UAB)

Thomas Roberts foi ateu a maior parte de sua vida. Mas em 4 de setembro, ele pediu para ser batizado e queria estar totalmente submerso na água de acordo com sua nova fé.

O problema é que Roberts estava morrendo de câncer no pulmão, sobre cadeira de rodas e incapaz de respirar sem tubos de oxigênio.

Apesar das dificuldades, Corey Agricola, capelão da Universidade do Alabama, no Hospital de Birmingham, e o restante da equipe de cuidados paliativos da UAB (The University of Alabama at Birmingham) não deixou que os desafios de mobilidade de Roberts atrapalhassem a concessão de seu último desejo.

"Foi um grande esforço de muitas peças em movimento e equipes diferentes para conseguir isso", disse Agricola. "Se não fosse pela equipe, isso não poderia ter acontecido."

Roberts, que era paciente na Unidade de Cuidados Paliativos e Conforto da UAB na época, tinha apenas alguns dias de vida. Ao saber de seu pedido, Agrícola conversou com a médica de Roberts, Ashley Nichols, para garantir que ele pudesse ficar sem oxigênio por tempo suficiente para ficar debaixo d'água.

Depois que ele recebeu a aprovação da médica e soube que a piscina do Centro de Reabilitação estava disponível, a equipe entrou em ação.

"A Dra. Nichols deixou claro que ele só poderia ficar sem oxigênio por alguns segundos, o que significava que não poderíamos rolar pela rampa na cadeira de rodas da piscina, então tivemos que usar o teleférico para colocá-lo na piscina”, explicou Agricola.

Cercado por sua esposa, filho, duas irmãs, sobrinha e sobrinho, e sua equipe de assistência da UAB, Roberts foi colocado na água, onde Agricola e a fisioterapeuta Marissa Smith estavam esperando por ele.

“Servi no ministério há mais de 20 anos e sete deles na UAB. Este é o melhor dia da minha carreira”, disse Agricola a Roberts e sua família no início da celebração. “Thomas, você nunca pensou que pregaria um sermão em sua vida; mas você pregou hoje. Você causou impacto em pessoas que você nem conhece.”

Depois de ler Romanos 6: 4-11, Smith removeu os tubos de oxigênio de Thomas, enquanto Agrícola o segurava nos braços.

“Agradecemos a Deus pelo presente bom e perfeito deste dia. Este é um dos melhores dias da sua vida, Thomas, porque estamos comemorando sua nova vida”, disse Agricola a Roberts momentos antes de ser batizado.

"Isso me traz total conforto e paz, porque eu sei para onde ele está indo agora", disse Gina Gibson, irmã de Roberts. "Não preciso me preocupar com isso. Agora haverá uma grande alegria por saber para onde ele está indo. Ele está em paz. Ele nasceu de novo. Você pode ver isso no rosto dele após o batismo. Ele nasceu de novo.”

"A UAB e essa equipe - este lugar foi tão acolhedor e incrível", disse Davin Gibson, sobrinho de Roberts. “Você mudou tudo - todos os departamentos trabalharam juntos para que isso acontecesse. Dou toda a glória a Deus, mas vocês arrasaram.”

Roberts faleceu seis dias depois, em 10 de setembro, deixando para trás um dos maiores presentes que ele poderia ter dado à sua família.

"Não sei o que poderia ser um presente melhor do que a sensação de paz, e é isso que temos agora", disse Brooke Carr, sobrinha de Roberts.

veja também