Ateus tentam barrar oração em escola, mas alunos se unem e vivem avivamento

Enquanto ateus reúnem esforços para acabar com as expressões de fé dentro das escolas, os próprios alunos estão incentivando uns aos outros através da oração.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 16 Novembro de 2017 as 4:40

Alunos fizeram uma oração com outros estudantes nas arquibancadas antes do jogo. (Foto: Fox 5 Atlanta)
Alunos fizeram uma oração com outros estudantes nas arquibancadas antes do jogo. (Foto: Fox 5 Atlanta)

O treinador de futebol de um colégio nos Estados Unidos se tornou alvo da crítica de ateus, depois que foi divulgado um vídeo registrando um momento de oração com os alunos antes de entrarem em campo.

John Small, que trabalha no colégio East Coweta, no estado da Geórgia, recebeu uma carta da organização ateísta Freedom From Religion Foundation, argumentando que seu envolvimento com a oração dos alunos viola a Constituição dos EUA.

Diante das queixas dos ateus, o conselho escolar emitiu um comunicado afirmando que os treinadores não poderiam “participar, inclinar suas cabeças ou manifestar aprovação” durante as orações lideradas pelos alunos.

“Não temos permissão para estar no meio disso, mas temos o direito de estar com nossos jogadores. Não precisamos fugir”, disse John ao site Christian Post. “Se minha cabeça está curvada, ninguém pode me dizer o que estou pensando. Não estou liderando a oração. Estou lá apoiando meus filhos”.

Embora o conselho escolar tenha firmado apoio à organização de ateus, John tem recebido apoio de grande parte da comunidade. Nesta quinta-feira (16), a Sociedade de Atletas Cristãos irá realizar um movimento de oração dentro do Estádio Garland Shoemake, no Condado de Coweta.

“Estamos obviamente sendo atacados o tempo todo. Essa batalha não é carnal. Esta é uma batalha contra os principados da escuridão. É o que a Palavra diz”, esclarece o treinador.

Rob Brass, diretor da Sociedade de Atletas Cristãos em Atlanta, acredita que um movimento de oração como este é uma reação natural para os seguidores de Cristo. “Como o treinador disse, esta é uma guerra espiritual. A primeira coisa que somos chamados a fazer é orar”, disse ele.

Enquanto ateus reúnem esforços para acabar com as expressões de fé dentro das escolas, os próprios alunos estão incentivando uns aos outros através da oração. No primeiro jogo após os treinadores serem limitados pelo sistema escolar, os jovens atletas se reuniram para orar com o público antes do jogo.

“Nossos alunos fizeram um ótimo trabalho e lideraram uma oração com outros estudantes que estavam nas arquibancadas antes do jogo. Em vez de serem 100 jogadores orando, foram mais de 400 estudantes orando”, conta John.

veja também