Brasil doou 10 milhões de dólares para construção de hospital na Palestina

Enquanto seu constante apoio à Palestina vem sendo declarado (ainda que sem tanto alarde), o governo brasileiro tem tornado cada vez mais difícil suas relações com Israel.

Fonte: GuiameAtualizado: quarta-feira, 16 de março de 2016 15:01
Faixa exposta na inauguração do Hospital financiado pelo governo brasileiro na Palestina. (Foto: Itamaraty)
Faixa exposta na inauguração do Hospital financiado pelo governo brasileiro na Palestina. (Foto: Itamaraty)

Desde o início do mês de fevereiro deste ano, a cidade de Jericó (Palestina) já está contando com um novo Centro de Saúde, o "Jericho Public Health Department", que contou com uma solenidade de inauguração. O fato não teve ampla divulgação na mídia brasileira, porém está confirmado no site oficial do Itamaraty.

Segundo informações do site da Coordenação-Geral de Cooperação Humanitária e Combate à Fome - hospedado pelo portal do Itamaraty - o novo hospital contou com o financiamento do governo brasileiro, que doou 10 milhões de dólares para sua construção.

Na solenidade de inauguração, estiveram presentes o Ministro da Saúde da Palestina, Sr. Jawad Awad, e do Governador de Jericó e Aghwar, Sr. Majed Futyani, que destacaram, não apenas a doação do governo brasileiro para a construção do hospital, mas também "o papel político desempenhado pelo Brasil na defesa da dignidade do povo palestino e na busca da retomada do processo de paz".

Com uma área construída de 1.500 metros quadrados, o hospital é formado por três andares, que incluem todas as áreas de atendimento médico, além da parte administrativa e salas de reuniões.

Ainda segundo o Itamaraty, o governo brasileiro contribui com a construição por meio da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA), conforme compromisso assumido durante a Conferência Internacional do Cairo em Apoio à economia Palestina para a Reconstrução de Gaza", em março de 2009.

Esta não foi a primeira vez que o governo brasileiro prestou sua "solidariedade" à Palestina. Já em 2010, o Governo Lula havia feito a doação de um terreno para a construção de uma imponente 'mesquita' (que serviria como uma embaixada da nação árabe) em Brasília. A inauguração do prédio aconteceu no início de fevereiro de 2016, mas também sem alarde da mídia brasileira.


Embaixador de Israel
Enquanto seu constante apoio à Palestina vem sendo declarado (ainda que sem tanto alarde), o governo brasileiro tem tornado cada vez mais difícil suas relações com Israel. Além de manifestar sua "simpatia" à nação que vive em conflito com os judeus, a nomeação do novo embaixador de Israel para o Brasil foi contestada pela presidente Dilma Rousseff em setembro de 2015.

Ela chegou a enviar ao governo de Israel sua expressão de desconforto diante da nomeação do ex-chefe de Conselho, Dani Dayan, como embaixador de Israel no Brasil.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições