Contra a Bíblia, pastor celebra casamento gay e esposa faz ensaio seminu com casal

O casamento gay foi celebrado no Rio de Janeiro pelo pastor Márcio Pôncio, líder da Igreja Pentecostal Anabatista.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 21 Novembro de 2019 as 4:08

Simone Pôncio, esposa do pastor Márcio Pôncio, publicou fotos seminua entre o casal homossexual. (Foto: Reprodução/Instagram)
Simone Pôncio, esposa do pastor Márcio Pôncio, publicou fotos seminua entre o casal homossexual. (Foto: Reprodução/Instagram)

O pastor Márcio Pôncio, líder da Igreja Pentecostal Anabatista, celebrou pela primeira vez um casamento gay nesta quarta-feira (20), em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

“Hoje terei a honra de celebrar o primeiro casamento entre duas pessoas do mesmo sexo na minha vida. Estou muito feliz, me sinto honrado, me sinto em paz. Sei que ainda é um obstáculo, mas - aos poucos - pelo amor iremos deixar as diferenças de lado e vamos perceber que sempre fomos um no outro e seremos sempre. Respeito e amo a todos. Que Deus os abençoe”, escreveu Márcio em seu Instagram.

Além de promover o casamento gay, a mulher do pastor Márcio, Simone Pôncio, apareceu seminua em um ensaio fotográfico feito com os noivos, Geraldo Segreto e Hugo Juliani. As imagens foram publicadas em sua página no Instagram.

“Que dia tão especial! Que casamento! Já está de tirar o fôlego... Primeiro casamento homoafetivo da Igreja Pentecostal Anabatista da Barra. - O que? Pode isso, Arnaldo? - Sim, a regra é clara. E qual é a regra? Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo teu coração, de toda as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: amarás o teu próximo como a ti mesmo. 'Mas, peraí... quem é o meu próximo?' Já fizeram essa pergunta pra Jesus e Ele respondeu lindamente (Lucas 10:25 ao 37). Então, meus amores Geraldo e Hugo, eu amo vocês e nem a religião, nem as regras serão maiores do que o amor que eu sinto por vocês. Abro mão de tudo isso. Quero aprender cada vez mais com Jesus esse lindo ensinamento”, escreveu Simone na legenda das imagens.

A Bíblia é clara quando se refere à união homoafetiva como pecado. O casamento entre pessoas do mesmo sexo fere o fundamento bíblico do projeto de Deus para a família, descrito no livro de Gênesis: “O homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne”. 


Pr. Márcio Pôncio, da Igreja Pentecostal Anabatista, celebrou pela primeira vez um casamento gay. (Foto: Reprodução/Instagram)

Em entrevista ao Guiame, o pastor americano Woody Butler disse que as igrejas que abrem suas portas para cerimônias de casamentos homoafetivos “estão dando um passo para a queda”.

“Muito poucas igrejas pentecostais cheias do Espírito Santo abriram as portas para o casamento gay, mas infelizmente algumas já abriram. Para mim, as denominações que fazem isso estão dando um passo para a queda da igreja”, disse Butler, pastor na Life Church Charleston, na Carolina do Norte, em entrevista concedida em 2015.

Butler afirma que já existe uma certa perseguição à igrejas e pessoas que se posicionam contra este tipo de casamento nos Estados Unidos. “Se um casal gay quiser se casar em sua igreja e você nega, alguma organização em defesa deles se voltará contra a igreja. Mas a verdade é a verdade, e temos que permanecer no que a palavra de Deus diz.”

Falso evangelho

Em repúdio à celebração homoafetiva celebrada pela igreja, o humorista Jonathan Nemer disse nesta quinta-feira (21) que a apostasia de muitos cristãos é algo previsto pela Bíblia.

“Na verdade essas coisas não deveriam nos surpreender, pois a Palavra já nos alertava para o fim dos tempos. Vez ou outra aparecerão igrejas católicas e evangélicas celebrando casamento gay, praticando coisas que vão contra a Palavra”, escreveu no Instagram.

“Nossa parte? Nos entristecermos (pois a partir do dia que não nos entristecermos, teremos perdido a sensibilidade) e orarmos. Orar para que o Espírito Santo convença do pecado... Orar para que as escamas caiam dos olhos... Orar para que o Senhor livre as pessoas do engano do falso evangelho.... Orar para que as pessoas conheçam a Palavra e interpretem a mesma como um todo, e não em trechos isolados fora do contexto”, acrescentou Nemer.

“Sigamos, pois, fazendo nossa parte: pregando o Evangelho genuíno, que diz para matarmos nossa carne, lutarmos contra o pecado, não nos conformarmos com esse mundo... Que o nosso maldito EU desapareça e que o Senhor cresça em nossas vidas. Abaixemos nossos dedos de julgamento, e ergamos nossas vozes em oração”, finalizou o humorista.

Comentando o posicionamento de Nemer, outras personalidades também repudiaram o caso, como o ator Lucas Burgatti. “Quando nos pronunciamos na verdade da Bíblia sabemos que somos odiados pelo resto do mundo, mas como Jesus disse, seríamos odiados por causa Dele. Parabéns por ter coragem de ser odiado por boa parte do mundo e ser voz de muita gente que não tem coragem, eu apoio o seu texto e levanto a bandeira de Jesus e do Evangelho junto com você”.

A cantora Marcela Taís também comentou: “A Bíblia já tinha avisado. E aquele que está de pé apenas cuide-se para que fique de pé”.

veja também