Cristãos oram por cura de pacientes em janela de hospital no Acre

A ação em frente ao Hospital de Urgência e Emergência é da Igreja Batista do Bosque.

fonte: Guiame, com informações do Acre 24 Horas

Atualizado: Segunda-feira, 15 Junho de 2020 as 10:07

Evangélicos oram em frente ao Hospital de Urgência e Emergência em Rio Branco. (Foto: Igreja Batista do Bosque)
Evangélicos oram em frente ao Hospital de Urgência e Emergência em Rio Branco. (Foto: Igreja Batista do Bosque)

Evangélicos se reuniram para orar na noite de sábado (13) em frente ao Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), em Rio Branco, no Acre.

O grupo é parte da Igreja Batista do Bosque (IBB), que se dividiu pela avenida Getúlio Vargas para manter entre eles o distanciamento recomendado pelo Ministério da Saúde.

Por meio de um carro de som, os evangélicos fizeram uma oração pelos pacientes e profissionais de saúde que atuam na linha de combate a Covid-19. Muitos acompanhavam o momento de intercessão de joelhos na calçada.

“Hoje abraçamos o Pronto Socorro de Rio Branco, oramos, profetizamos e declaramos a cura sobre todas as vidas que estão em leitos e profissionais de saúde”, escreveu a Igreja Batista do Bosque no Facebook.

O carro de som também foi usado para transmitir o louvor e palavras de fé.

Alguns pacientes e funcionários do hospital ficaram nas janelas do prédio, com as mãos estendidas, em sinal de receberem as orações.

A ação foi feita pela Igreja Batista do Bosque mais de de um mês depois te der um culto drive-in cancelado pela Prefeitura de Rio Branco, que seria realizado em seu estacionamento.

Na divulgação do culto drive-in, o pastor Agostinho Gonçalves havia dado algumas orientações aos fiéis para evitar a propagação do coronavírus. Os participantes não deveriam dar caronas, levar apenas a família no carro, usar máscara e permanecer somente dentro do veículo.

Ainda assim, o encontro foi suspenso pela prefeitura. “Culto drive-in cancelado pelo Comitê Municipal por estar obedecendo à determinação do decreto governamental de não haver eventos em templos religiosos”, disse a igreja na ocasião, em comunicado nas redes sociais.

veja também