Cristãos vão a local de tiroteio no Texas orar por famílias; 19 crianças foram mortas

O atirador chegou a balear sua própria avó antes de ser morto por policiais.

Fonte: Guiame, com informações da CNN e Fox NewsAtualizado: quarta-feira, 25 de maio de 2022 10:04
Famílias foram consoladas por cristãos no local do tiroteio. (Foto: Reprodução/NBC News)
Famílias foram consoladas por cristãos no local do tiroteio. (Foto: Reprodução/NBC News)

Um atirador de 18 anos matou 19 crianças e dois adultos em uma escola de ensino fundamental do Texas, nesta terça-feira (24). Ele chegou a atirar em sua própria avó antes de ser morto por policiais.

O crime aconteceu em Uvalde, uma cidade majoritariamente latina, a cerca de 130 quilômetros a oeste de San Antonio, perto da fronteira com o México. O atirador foi identificado pela polícia como Salvador Ramos.

A polícia informou que o jovem atirou em sua avó antes de se dirigir à escola. A idosa está internada em estado grave, disse o sargento do Departamento de Segurança Pública do Texas, Eric Estrada. 

Depois de balear a avó, Ramos dirigiu até a escola e bateu em um SUV preto, do lado de fora do colégio. Por volta das 11h30, ele entrou na Robb Elementary School vestindo um colete à prova de balas, mochila e carregando um rifle.

Ele entrou em várias salas de aula e atingiu várias crianças e dois policiais, antes de ser morto. As idades das crianças mortas pelo atirador são entre 8 e 10 anos, segundo as autoridades.

Cristãos consolam famílias

Capelães da Equipe de Resposta Rápida da Associação Evangelística Billy Graham foram enviados para Uvalde, onde foi montado um centro móvel, onde as pessoas podem conversar e receber orações.

Este foi o 27º tiroteio em escola americana só em 2022 e o mais mortal já registrado no Texas.  Em meio a este cenário de mortes e violência, líderes religiosos dos EUA estão se unindo em oração.

“O coração da América foi arrancado neste dia triste. Este foi um ato de pura maldade e crianças inocentes pagaram o preço. Nossos corações sofrem por suas famílias”, disse à Fox News o pastor Greg Laurie, da Harvest Christian Fellowship.

Ele acrescentou: “Acredito que as criancinhas que morreram estão no céu, seguras nos braços de Jesus”.

Walker Wildmon, vice-presidente da Associação Americana da Família, acredita que os EUA precisam “desesperadamente” da intervenção de Deus. “A América está em um lugar muito sombrio moralmente e precisa desesperadamente de Deus para intervir e transformar corações e mentes em toda esta terra”, disse. “Devemos deixar nossos maus caminhos e reconhecê-Lo.”

O pastor Franklin Graham, presidente da Samaritan's Purse, lamentou a tragédia no Twitter: “Junte-se a mim em oração por essas famílias devastadas e sua comunidade. Que Deus os ajude e os sustente como só Ele pode.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições