Damares desmente Veja e nega saída do governo Bolsonaro

Revista veiculou na manhã desta sexta-feira (03) que a ministra pediu para sair da equipe por estar com problemas de saúde e ameaçada de morte.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 3 Maio de 2019 as 4:09

Ministra Damares grava vídeo em Aracajú: “Fico no governo até quando o presidente Bolsonaro quiser”. (Foto: Reprodução/Vídeo)
Ministra Damares grava vídeo em Aracajú: “Fico no governo até quando o presidente Bolsonaro quiser”. (Foto: Reprodução/Vídeo)

Uma matéria veicula na revista Veja nesta manhã de sexta-feira (03) trazia a informação de que Damares Alves havia pedido para sair da equipe de governo. A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) integra a equipe ministerial desde o começo do governo, em 02 de janeiro deste ano, quando Jair Bolsonaro assumiu a Presidência da República.

A matéria até disse os motivos pelo pedido, já desmentido pela ministra: “Cansada, com problemas de saúde e ameaçada de morte, a estrela mais vistosa entre os evangélicos da gestão já avisou ao presidente que quer sair”.

A ministra, no entanto, negou e divulgou a seguinte informação por meio de um vídeo gravado no nordeste: “Informo que não pretendo sair do governo”.

No vídeo, além de negar a informação dada pela revista, Damares se disse surpresa de que pretende deixar o governo. “Fui surpreendida com a notícia de que estão falando que vou deixar o governo. Isto não procede. Não vou deixar o governo, vou ficar com o presidente Bolsonaro até o dia que ele quiser e até onde a minha saúde aguentar”, afirmou a ministra.

A ministra contou sua localização, antes de falar sobre a fake news. Disse que estava em Aracajú entregando muitos projetos do governo federal. No final, lembrou que maio é o mês laranja, de enfrentamento à violência sexual contra a criança. Damares finalizou apelando para que as pessoas façam denúncias pelo Disque 100. “Vamos denunciar a violência contra a criança”.

A ministra disse ainda que maio é um mês de muito trabalho, porque é o mês da família e o mês da adoção. “Vamos trabalhar protegendo crianças e família”, finalizou.

Veja o vídeo:

veja também