“Eu vi luzes e ouvi vozes”, relata pastor que afirma ter estado no céu durante coma

Mike Olsen sofria de grave doença pulmonar e teve de fazer cirurgia de transplante duplo de pulmão.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Sexta-feira, 1 Março de 2019 as 9:01

Pastor Mike Olsen no Hospital Judaico após transplante de pulmão. (Foto: The New Mike Olsen Medical Fund via GoFundMe)
Pastor Mike Olsen no Hospital Judaico após transplante de pulmão. (Foto: The New Mike Olsen Medical Fund via GoFundMe)

Mike Olsen, pastor da Igreja Comunitária de Iona, em Louisville, lutou contra a Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI), uma doença pulmonar terminal por cinco anos. Ele nunca havia fumado, mas a doença significava que ele não poderia ir a lugar algum sem o seu tanque de oxigênio.

No início de janeiro, o pastor finalmente recebeu a notícia pela qual estava esperando: um novo conjunto de pulmões havia sido doado.

“Eu me senti tão privilegiado quando recebi a ligação, percebi que estava em um ponto de virada”, disse ele. “Se eu não tivesse recebido aquela ligação, teria morrido”.

Durante a cirurgia de transplante, as coisas estavam indo bem, até que algo aconteceu. Em um vídeo do Facebook ao vivo, Patti, a esposa do pastor, pediu aos seguidores que orassem por Mike.

“Seu corpo não estava sendo oxigenado adequadamente por seus novos pulmões”, disse ela.

Mike Olsen ficou em coma para ser ligado a um respirador. Foi nesse tempo que o pastor relata ter ido ao céu.

Em um vídeo emocionado publicado no Facebook, ele contou como foi sua experiência no céu.

“Eu vi essas luzes rodopiantes e ouvi vozes ou algo parecido. Então eu percebi o que elas estavam dizendo”, disse Mike com a voz embargada de emoção. “Elas estavam dizendo: ‘Mike está voltando para casa. Mike está vindo para casa. E então eu ouvi Jesus dizer: ‘Não é a hora dele. Ele está aqui apenas para uma visita.’”

Luta por conscientização

Quando diagnosticado em 2014, os médicos disseram a Mike que ele provavelmente só tinha dois anos de vida. Essa doença faz com que os pulmões se deteriorem lentamente devido a um acúmulo de tecido cicatricial. A fibrose pulmonar mata mais de 30.000 pessoas todos os anos. Não há causa conhecida e não há cura.

Enquanto esperava por um transplante, Mike transformou sua situação em uma mensagem para aqueles que sofrem de FPI. Ele se dedicou a promover a doação de órgãos e a conscientização da doença. Atualmente, mais de 1.000 pacientes estão em uma lista de transplantes de órgãos apenas em Kentucky, de acordo com associações de doadores de órgãos.

Os esforços do pastor Mike o levaram até a Casa Branca, onde ele se encontrou com o presidente Donald Trump em março de 2018.

“Isso é o que eu queria. Eu queria (Trump) visse meu rosto”, disse o pastor à emissora de televisão americana WDRB. “Lembre-se de mim quando for votar quando for assinar algo. Sou uma pessoa real, e esta é uma doença que é devastadora para tantas pessoas”, disse ao presidente.

“Eu disse: ‘Estou tentando aumentar a conscientização para esta doença’, e eu disse ‘é tão importante que eu fale sobre isso’”, lembrou ele.

Depois da cirurgia o pastor está renovado. “Esses [novos] pulmões são tão poderosos. Eu tenho muito mais fôlego nos meus pulmões, ao contrário dos meus pulmões doentes, não me sentia assim há anos”, contou.

veja também