“EUA têm um Salvador, e não sou eu”, diz Trump ao apontar Jesus em culto de Natal

O ex-presidente americano falou durante um culto da Primeira Igreja Batista de Dallas.

Fonte: Guiame, com informações do Dallas Morning NewsAtualizado: terça-feira, 21 de dezembro de 2021 15:32
Ex-presidente Donald Trump durante culto nos EUA. (Foto: First Baptist Dallas/Facebook)
Ex-presidente Donald Trump durante culto nos EUA. (Foto: First Baptist Dallas/Facebook)

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitou um culto da Primeira Igreja Batista de Dallas no último domingo (19), onde foi convidado a entregar uma mensagem de Natal.

Em 10 minutos, Trump confessou que iria sair do script e comentar a situação da América. “Há muitas nuvens pairando sobre nosso país agora, nuvens escuras, mas voltaremos maiores, melhores e mais fortes do que nunca”, afirmou.

Ele mencionou de forma breve a segurança da fronteira com o México, a inflação, os preços do gás e a retirada dos EUA do Afeganistão, que ele considera o “dia mais constrangedor” da história do país. 

Trump então citou a Bíblia e mencionou a influência do cristianismo nos EUA. “Um anjo do Senhor apareceu aos pastores humildes e proclamou o motivo da nossa alegria de Natal. Hoje, na cidade de Davi, nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor”, disse ele, citando Lucas 2:11.

O ex-presidente acrescentou: “Nosso país precisa de um salvador agora, e nosso país tem um Salvador. E esse não sou eu — é alguém muito maior do que eu, muito maior. A vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo mudaram o mundo para sempre. É impossível pensar na vida do nosso próprio país sem a influência de Seu exemplo e de Seus ensinamentos”.

Segundo Trump, nada na história dos EUA “poderia ter acontecido sem Jesus Cristo, Seus seguidores e Sua igreja”. 


Donald Trump e o pastor Robert Jeffress. (Foto: First Baptist Dallas/Facebook)

“Temos que lembrar que Jesus Cristo é a fonte final da nossa força e da nossa esperança”, Trump concluiu.

No início do culto, Trump foi apresentado pelo pastor sênior da Primeira Igreja Batista de Dallas, Robert Jeffress, um dos conselheiros do ex-presidente durante seu tempo na Casa Branca.

“Eu acredito que o Trump é o presidente mais importante desde Abraham Lincoln”, disse o pastor. “Ele é um grande amigo dos cristãos de todo o mundo. Posso dizer isso sem qualquer discussão, ele é o presidente mais pró-vida, pró-liberdade religiosa e pró-Israel da história dos Estados Unidos da América.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições