Ex-professor de estudos bíblicos abre fogo em igreja e deixa 26 mortos, nos EUA

Devin Patrick Kelley atirou contra dezenas de pessoas na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs. Pelo menos 20 ficaram feridos.

fonte: Guiame, com informações da Fox News

Atualizado: Segunda-feira, 6 Novembro de 2017 as 9:46

Devin Patrick Kelley, de 26 anos, chegou a atuar como professor de estudos bíblicos, dando aulas para crianças de 4 a 6 anos. (Foto: Now The End Begins)
Devin Patrick Kelley, de 26 anos, chegou a atuar como professor de estudos bíblicos, dando aulas para crianças de 4 a 6 anos. (Foto: Now The End Begins)

Pelo menos 26 pessoas foram mortas e 20 ficaram feridas no Texas, depois que um homem armado abriu fogo em uma igreja, próxima à cidade de San Antonio, no último domingo, segundo confirmaram os investigadores.

Diversas fontes falaram com a Fox News e identificaram o atirador como Devin Patrick Kelley, de 26 anos. O tiroteio em massa ocorreu por volta das 11:30 da manhã na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, que fica a cerca de 30 milhas a sudeste de San Antonio.

Os investigadores disseram em uma coletiva de imprensa na noite de domingo que as idades das vítimas variavam entre 5 e 72 anos. Um funcionário disse que cerca de 20 pessoas foram hospitalizadas com lesões, variando de "pequenas" a "muito graves".

O massacre de domingo foi o tiroteio mais mortal da história moderna dos EUA, ocorrido em uma igreja. É também, de acordo com o governador Greg Abbott, o maior tiroteio em massa na história do Texas.

Um possível motivo para o tiroteio ainda não está claro. Kelley morava em um subúrbio de San Antonio e não parecia estar vinculado a grupos terroristas organizados, disse um funcionário público dos EUA à The Associated Press. Surpreendentemente, o atirador chegou a atuar como professor de estudos bíblicos para crianças de quatro a seis anos, como ele mesmo descreveu em seu perfil da rede profissional LinkedIn.

Um porta-voz da Força Aérea dos EUA também confirmou à Fox News que Kelley serviu na Base da Força Aérea Holloman, no Novo México, a partir de 2010 até ser dispensado por má conduta em 2014.

Ele foi julgado em 2012 por agredir sua esposa e filho e, quando recebeu alta, passou 12 meses confinado, além de ter uma redução em sua classificação militar.

"É horrível", disse o Comissário do Condado de Wilson Larry Wiley a Fox News sobre o massacre. "Parece que alguém simplesmente entrou e começou a atirar".

Por volta das 11h20, Kelley chegou a um posto de gasolina de Valero em frente à Primeira Igreja Batista, vestido com uma roupa negra, como das forças táticas e um colete à prova de balas. Ele atravessou a rua e começou a atirar com um rifle Ruger AR contra igreja, disseram autoridades. Então ele entrou no prédio e continuou atirar nas pessoas que estavam lá dentro.

Ele foi confrontado por um morador armado que o perseguiu. Kelley foi mais tarde encontrado morto, a cerca de cinco milhas de distância no condado de Guadalupe, de acordo com Wiley. Não está claro se Kelley foi morto pela polícia, pelo residente armado ou se cometeu suicídio.

Algumas vítimas foram transportadas para o Centro Médico do Exército Brooke em San Antonio, segundo informou a KSAT.

Funcionários disseram que 23 pessoas foram encontradas mortas dentro da Primeira Igreja Batista, enquanto duas foram encontradas mortas fora do templo. Uma pessoa que foi transportada para um hospital ainda com vida, morreu mais tarde.

Uma das pessoas que morreram no tiroteio foi Annabelle Pomeroy, de apenas 14 anos. Ela era filha do pastor da igreja.

O FBI está investigando o tiroteio, além de várias outras agências, incluindo o Escritório do Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos. O jornal 'San Antonio Express-News' informou que a polícia estava checando a casa do atirador, buscando por explosivos, após o tiroteio.

 

veja também