Estado Islâmico foi derrotado no Iraque, segundo exército local: "Seu reinado caiu"

O grupo terrorista responsável pelo genocídio de cristãos no Oriente Médio perdeu um de seus principais "quartéis", que estava localizado na cidade de Mossul.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quinta-feira, 29 de junho de 2017 19:31
Soldados iraquianos celebram vitórias contra o Estado Islâmico em Mossul. (Foto: Al Jazeera)
Soldados iraquianos celebram vitórias contra o Estado Islâmico em Mossul. (Foto: Al Jazeera)

As forças iraquianas declararam o fim do califado do Estado Islâmico no país. O anúncio veio na manhã desta quinta-feira (29), da cidade de Mossul, de dentro das ruínas da grande mesquita da cidade, onde a guerra tem se estendido por mais de 250 dias.

"Seu reinado fictício caiu", disse o porta-voz militar, Yahya Rasool à TV estatal na quinta-feira - três anos do dia em que o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, declarou o estabelecimento do califado do mesmo local.

"Estamos vendo o fim do falso estado de Daesh [nome árabe dado ao Estado Islâmico]", disse o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, em um comunicado na sua conta no Twitter, nesta quinta-feira.

A captura da Mesquita Grand-Al-Nuri, de 850 anos de idade, é uma vitória simbólica para as forças iraquianas, pois o local tinha importância estratégica para o grupo terrorista.

No entanto, as autoridades iraquianas esperam que a longa batalha pela retomada do restante da cidade ainda continue por vários dias, enquanto o restante dos terroristas ainda estão escondidos em várias áreas daquela região de Mossul e estão sendo expulsos.

O tenente-general Abdul Wahab al-Saadi também disse à Associated Press que as tropas especiais da elite entraram no complexo já assumiram o controle das ruas circundantes à mesquita na tarde desta quinta-feira, após uma ofensiva executada ao amanhecer.

O local ainda passará por uma varredura, feita por especialistas em explosivos, já que há suspeitas de que o Estado Islâmico tenha instalado armadilhas e minas na área.

Siga-nos

Mais do Guiame