“Ficar desesperado em relação aos sinais no céu é coisa de gentio”, alerta rabino

Uma teoria alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23), devido a colisão do Planeta X com a Terra.

fonte: Guiame

Atualizado: Quinta-feira, 21 Setembro de 2017 as 3:35

Uma teoria alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23). (Foto: Reprodução)
Uma teoria alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23). (Foto: Reprodução)

Uma teoria defendida pelo numerólogo David Meade alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23), devido a colisão do planeta Nibiru (também chamado Planeta X) com a Terra, resultando na destruição da humanidade.

Meade baseadas suas evidências em versículos e códigos numerológicos retirados da Bíblia, alegando que o eclipse solar do dia 21 de agosto foi apenas um aviso para a data apocalíptica.

Diante disso, muitos cristãos têm se preocupado e questionado se, de fato, 23 de setembro seria uma possível data para a volta de Jesus Cristo.

Em um estudo promovido no último sábado (16) na sinagoga Beit Har Tzion em Belo Horizonte, Minas Gerais, o rabino messiânico Matheus Zandona esclareceu que embora os sinais apontem o fim dos tempos, ninguém pode prever a data do último dia.

“É claro que os sinais nos céus funcionam como um alerta da parte de Deus, para nos avisar sobre a época na qual vivemos. Mas o dia e a hora, nem o Messias (Jesus) sabe”, afirmou.

Matheus observou que diante das luas de sangue, eclipses, terremotos e furacões, ele tem visto muitas pessoas vivendo em uma paranoia. “Mas o próprio Yeshua (Jesus) disse: não se atemorize dessas coisas, porque elas vão acontecer para confirmar sinais da época na qual estamos vivendo”.

O que fazer em relação ao próximo sábado? Segundo Matheus, a própria Bíblia já apresenta uma indicação, em Jeremias 10:2: “Não aprendam as práticas das nações nem se assustem com os sinais no céu, embora as nações se assustem com eles”.

“Ficar desesperado em relação aos sinais no céu é coisa de gentio. Lembre-se: você não é mais gentio”, disse o rabino, fazendo referência aos cristãos não judeus. “Você faz parte de Israel e esse anúncio é para você”.

Escatologia

Matheus acredita que muitas pessoas se confundem em relação aos eventos por não estarem alinhadas ao calendário de Deus. “Os céus não são parâmetro para você saber que horas são no relógio de Deus. Pela própria Bíblia, Israel é o relógio de Deus. Israel é para onde você deve olhar, para saber que horas são no relógio de Deus”, ressalta.

O rabino ainda criticou estudos de escatologia promovidos por alguns meios evangélicos que se baseiam nas datas. “Eles sempre atrelam Apocalipse e Daniel, sendo que o cerne da escatologia bíblica se encontra na restauração de Israel”, disse ele. “Conseguiram, num movimento precisamente calculado, introduzir nos meios cristãos uma escatologia onde não existe Israel. E se existe, é atrelado ao juízo”.

Confira o estudo completo:

veja também