Governo do País de Gales tentou impedir evento de Graham por considerá-lo “homofóbico”

A conferência de Franklin Graham chegou a ser pauta no Parlamento do País de Gales.

Fonte: Guiame, com informações da BBC NewsAtualizado: quarta-feira, 18 de maio de 2022 12:07
Franklin Graham na turnê God Loves You em Liverpool, na Inglaterra. (Foto: BGEA)
Franklin Graham na turnê God Loves You em Liverpool, na Inglaterra. (Foto: BGEA)

O primeiro-ministro do País de Gales, Mark Drakeford lamentou por não ter conseguido impedir a conferência de Franklin Graham no Reino Unido.

Na quinta-feira passada (12), o evangelista iniciou a turnê “Deus Te Ama”, que passa por quatro cidades do Reino Unido: Liverpool, Gales do Sul, Sheffield e Londres.

Franklin Graham tem enfrentado muita resistência de governantes britânicos desde que disse em uma entrevista a BBC que o casamento gay é pecado. “O casamento é para um homem e uma mulher e é isso que a Bíblia nos ensina”, disse ele em 2018.

O evangelista irá levar sua turnê ao País de Gales no próximo sábado (21), no Centro Internacional de Convenções de Wales, na cidade de Newport, em Gales do Sul. 

O centro de convenções é parcialmente propriedade do governo galês, o primeiro-ministro disse que a decisão de seguir em frente com o evento era de responsabilidade do resort Celtic Manor, que também tem parte do local.

A realização da conferência de Franklin Graham chegou a ser pauta no Parlamento do País de Gales, segundo a BBC News. 

O político galês Adam Price, líder do partido de esquerda Plaid Cymru, afirmou: “O senhor Graham pode ter direito a suas crenças homofóbicas, mas certamente não tem o direito de receber um palco para transmiti-las em um centro de convenções que é 50% de propriedade do governo galês”.

Price perguntou se o País de Gales poderia enviar uma mensagem de que “a homofobia e o ódio ainda são aceitáveis”, por aceitar a realização da conferência.

O primeiro-ministro então disse: “Lamento que o evento a que Adam Price se referiu venha acontecer, mas a decisão não é do governo galês. Nós não administramos esse centro e cabe a quem é responsável por ele tomar essas decisões.”

Mark Drakeford continuou: “Lamento ver uma pessoa com esses pontos de vista recebendo uma plataforma para expressá-los aqui no País de Gales. Eles com certeza não refletem nada que o governo galês estaria preparado para apoiar ou aprovar".

O Centro Internacional de Convenções de Wales afirmou que recebeu garantias da Associação Evangelística Billy Graham de que o evangelista “não falará contra ninguém ou qualquer grupo de pessoas”.


Mais de 3.500 foram a Liverpool, na Inglaterra, para a turnê God Loves You. (Foto: BGEA)

Em um comunicado, Franklin Graham esclareceu que estava indo ao País de Gales simplesmente “para compartilhar uma mensagem do amor de Deus”.

“É profundamente preocupante que os funcionários públicos eleitos para representar toda a sua comunidade descrevam as visões tradicionais que os cristãos mantêm há mais de mil anos no País de Gales como 'mensagem de ódio'”, acrescentou o pastor.

Prefeito de Liverpool tentou banir anúncios

O prefeito de Liverpool, na Inglaterra, Steve Rotheram, quis remover o anúncio de ônibus para o evento de Franklin Graham, por considerá-lo "discurso de ódio". Ainda assim, a conferência atraiu mais de 3.500 pessoas.

“Mais de 3.500 pessoas estiveram presentes e centenas encheram o palco, respondendo ao convite de Franklin Graham para receber Cristo”, informou a Associação Evangelística Billy Graham.

“Foi uma grande noite em Liverpool”, relatou o evangelista. “Eu disse à multidão que as pessoas estão procurando por propósito e significado e não estão encontrando. Temos um buraco em nossas almas que só Deus pode preencher. Deus nos ama e enviou Seu Filho, Jesus Cristo, do céu para a terra, para nos salvar dos nossos pecados e para que ‘todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16)’”.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições