Idosa de 70 anos vai à escola para aprender a ler sua Bíblia: ‘Queria ler sozinha’

“Fui motivada a entrar na escola para ler a Bíblia sozinha”, conta a mexicana María Luisa, que concluiu o ensino fundamental aos 70 anos.

fonte: Guiame, com informações do La Jornada Maya

Atualizado: Terça-feira, 6 Julho de 2021 as 10:55

María Luisa recebeu o diploma pelo governador de Yucatán, no México. (Foto: Facebook/Maurício Vila Dosal)
María Luisa recebeu o diploma pelo governador de Yucatán, no México. (Foto: Facebook/Maurício Vila Dosal)

A idade não foi impedimento para María Luisa, que concluiu o ensino fundamental aos 70 anos. Ela recebeu seu diploma no sábado (3) pelas mãos de Maurício Vila Dosal, governador de Yucatán, no México.

Foi em 2018 que María Luisa Paredes Durán, moradora da cidade de Muna, decidiu iniciar o ensino fundamental, motivada pelo desejo de ler a Bíblia, sem ajuda de outras pessoas. O sonho se concretizou três anos depois.

No Instituto de Educação de Adultos do Estado de Yucatán (IEAEY), María Luisa não só aprendeu a ler, mas também a escrever e fazer operações matemáticas. 

“Nunca acreditei que pudesse estudar, porque desde pequena a minha mãe e a minha avó me ensinaram a me dedicar ao trabalho doméstico”, disse a idosa ao governador Dosal. “Fui motivada a entrar na escola para ler a Bíblia sozinha”.

María Luisa contou que há muitos anos vende salgadinhos e uma de suas clientes era uma professora, que lhe contou sobre o programa estadual de educação para idosos. Foi assim que ela decidiu se matricular nas aulas. 

“Me sinto muito orgulhosa dessa conquista, que também traz alegria para minha família. Antes meus netos ou meu filho me ajudavam a ler a Bíblia, agora eu me aproximo quando eles fazem a lição de casa e eu entendo”, disse ela.

O governador de Yucatán reconheceu o esforço de María Luisa para ter hoje seu diploma nas mãos: “É uma grande conquista e por isso vim lhe entregar o seu certificado e dizer que estamos muito orgulhosos de você, porque sabemos que não é fácil”, disse Dosal.

Neste dia, María Luisa colheu os frutos semeados há três anos e se tornou motivo de orgulho para sua família, composta por 6 netos, 10 bisnetos, filho e nora.

“Nunca é tarde para aprender”, conclui. “Ir para essa escola mudou minha vida, agora atividades como ler, fazer recados e outras coisas ficaram mais fáceis”.

veja também