Idosa ouve sobre Jesus pela primeira vez em asilo: “Agora creio que Ele existe”

Estudos bíblicos em um lar de idosos nos EUA têm impactado tanto os residentes quanto os funcionários.

fonte: Guiame, com informações da AG News

Atualizado: Quarta-feira, 3 Abril de 2019 as 4:35

Jessica Arnold (de suéter vermelho) realiza um estudo bíblico semanal no lar de idosos. (Foto: AG News)
Jessica Arnold (de suéter vermelho) realiza um estudo bíblico semanal no lar de idosos. (Foto: AG News)

Todas as semanas, um grupo de aposentados se reúne em um lar de idosos na cidade de Ludlow, em Vermont (EUA) para aprender as verdades das Escrituras e orar uns pelos outros.

O estudo bíblico começou em 2012 através de Jessica Lyn Arnold, 45 anos, pastora auxiliar da Igreja do Calvário. Toda quinta-feira, cerca de uma dúzia de residentes do Gill Terrace se reúnem para ouvi-la.

Uma das primeiras a comparecer nos encontros foi Shirley, 67 anos. Há três anos, ela convidou sua amiga, Janice, para também participar do estudo bíblico. Curiosa, ela aceitou.

“Todos tinham uma Bíblia, mas eu não me sentia bem estando sem ela”, disse Janice, observando que na época, aos 72 anos, nunca tinha ganhado uma Bíblia. Ela conhecia Jesus apenas como uma expressão popular, não tendo ideia de sua história como Filho de Deus.

Jessica deu a Janice uma Bíblia fácil de ler. Todas as semanas desde então, ela participou do estudo bíblico e aprendeu mais sobre Cristo. “Eu leio minha Bíblia todos os dias. Creio que há um Jesus agora”, disse Janice, convicta.

“A primeira vez que ela ouviu o que realmente significava Comunhão, lemos toda a história de como Jesus morreu”, lembra Jessica. “Ela achava que foi um milagre Ele ter feito isso por ela. Jesus passou de uma palavra qualquer a um Salvador para ela”.

Impacto

Depois que Janice ganhou sua Bíblia, outros residentes queriam a mesma versão e Jessica comprou mais de 15 exemplares para os participantes do grupo. Alguns dos funcionários, que ajudam nos banhos e na limpeza, também pediram Bíblias.

Após as orações, Jessica conta que os idosos presenciaram milagres e curas, inclusive entre seus familiares. Um dos casos aconteceu com a amiga de Janice, Shirley, que viu seu bisneto sobreviver a problemas cardíacos e pulmonares após o nascimento.

“Ele tinha um tubo de respiração e de alimentação e estava em péssimo estado”, ela conta. “Nós oramos por isso e agora ele está melhor em casa. É um milagre que ele esteja vivo”.

Outra residente, Cora, 87 anos, tinha câncer de bexiga quando começou a participar dos encontros. Jessica perguntou se ela poderia colocar as mãos sobre Cora e orar. Com fé, a pastora disse que sentia o poder de Deus fluindo através de seu corpo e que o câncer iria desaparecer. Na semana seguinte, Cora anunciou que visitou seu médico e o câncer sumiu.

veja também