Lanchonete dá sorvetes grátis para clientes que não usarem o celular

Fundada por uma família cristã, a rede norte-americana 'Chick Fil-A' é conhecida, não apenas por servir sanduíches de frango, mas também por promover ações que busquem maior integração social e a disseminação de valores cristãos.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: domingo, 6 de março de 2016 19:39
Nas lanchonetes da rede norte-americana 'Chick Fil-A', se os clientes conseguirem passar todo o tempo da refeição sem usar seus telefones, são então recompensados com um ​​sorvete grátis. (Foto: Forbes)
Nas lanchonetes da rede norte-americana 'Chick Fil-A', se os clientes conseguirem passar todo o tempo da refeição sem usar seus telefones, são então recompensados com um ​​sorvete grátis. (Foto: Forbes)

A rede de lanchonetes norte-americana 'Chick-fil-A' anunciou que irá premiar com sorvetes grátis, os clientes que conseguirem desfrutar de suas refeições sem usar seus telefones celulares.

A nova iniciativa chamada de Desafio 'Cell Phone Coop', convida os clientes a colocar os seus telefones celulares em uma pequena caixa branca, representando um galinheiro, em sua mesa para que eles possam desfrutar de suas refeições sem serem tentados a checar seus dispositivos.

Se os clientes conseguirem passar todo o tempo da refeição sem usar seus telefones, são então recompensados com um ​​sorvete grátis.

Segundo relatos da Fox News, 150 lanchonetes da 'Chick-fil-A' já aderiram à proposta.

Brad Williams, que supervisiona a 'Chick-fil-A em Suwanee, Geórgia (EUA), disse ao meio de comunicação que seu restaurante quer "oferecer um senso de comunidade para os clientes, onde a família e os amigos possam se reunir e dispor de tempo de qualidade uns com os outros".

"Mas, como todos sabemos que, a tecnologia exige cada vez mais do nosso tempo e pode ser uma grande distração, mesmo quando estamos nos alimentando. Isso me fez pensar sobre o que poderíamos fazer para reduzir essa distração durante as refeições", disse Williams - que lançou a proposta do Desafio "Cell Phone Coop".

Williams disse que está surpreso pela grande adesão que sua proposta acabou ganhando entre as lanchonetes da rede.

"O desafio foi completamente aceito. Temos famílias que não conseguem vencê-lo pela primeira vez e voltam para tentar novamente. Temos até pessoas pedindo para levar as caixas [usadas para guardar os celulares] para casa com elas", disse o gerente da lanchonete.

"Eu não tinha idéia de que este desafio pudesse ganhar proporções tão grandes - nós nem sequer o divulgamos fora do nosso restaurante", continuou o proprietário da empresa. "Eu só quero ver se podemos desempenhar um pequeno papel em ajudar a reconexão das famílias dentro da nossa comunidade. É tudo o que queremos".

A 'Chick-fil-A', que foi fundada por S. Truett Cathy, um membro da Igreja Batista do Sul, tem uma longa história de conservação dos valores cristãos, que incluem a ideia de alcançar a comunidade com suas ações.

Como o 'Christian Post' relatou em dezembro de 2015, as lanchonetes do 'Chick-fil-A' no Tennessee firmaram uma parceria com uma igreja local para fornecer uma van para uma mãe solteira, que havia anteriormente perdido seu carro em um incêndio.

Todd Hunley, proprietário da 'Chick-fil-A' em Madison, Tennessee, juntou forças com Kevin Cook, um pastor da Igreja da Comunidade Crosspoint, para comprar um veículo confiável para a mãe solteira, Morgan Carter, cujo carro havia pegado fogo, enquanto ela estava fazendo um pedido pelo drive-thru da lanchonete.

Hunley disse ao Christian Post, em uma entrevista no ano passado que ele acredita que qualquer lanchonete do 'Chick-fil-A' no país teria feito o mesmo, se confrontado com uma situação semelhante, graças à sua cultura de caridade.

"A grande coisa é que se isso aconteceu em minha loja ou se aconteesse em qualquer outra lanchonete do 'Chick-fil-A', nos Estados Unidos, eu apostaria quase 100% que teria sido a mesma resposta, porque é assim que nós somos", disse Hunley. "É a coisa mais legal do mundo quando Deus lhe dá essas oportunidades. Foi muito legal simplesmente ser parte disso".

Em janeiro, Joshua Stout, gerente de uma 'Chick-fil-A' em Murfreesboro, Tennessee (EUA), também realizou um ato de bondade, quando ele comprou uma refeição completa para um cliente sem-teto e se ofereceu para fazer uma oração com ele.

"Eu me senti grato ao ver tantas pessoas que se importavam e muitas pessoas queriam compartilhar. Nós somos uma empresa formada por pessoas. Nós servimos comida, mas também servimos bondade e compaixão", disse Stout ao jornal 'Notícias 2', sobre seu ato, que se tornou viral na Internet.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições