Mais uma execução de homossexual pelo Estado Islâmico é acompanhada por multidão na Síria

Homem foi vendado, amarrado e jogado do alto de um prédio por jihadistas

Fonte: Guiame, com informações do Extra.globoAtualizado: quarta-feira, 5 de agosto de 2015 14:21

Raqqa, na Síria, foi palco de mais uma barbárie do Estado Islâmico. Os militantes atiraram um homem do alto de um prédio enquando uma multidão assistia à cena. De acordo com o Daily Mail, o homem foi executado por ser homossexual.

As imagens que registratam a execução foram publicadas no twitter por ativistas do grupo 'A campanha síria conta o Estado Islâmico e o regime Assad em Raqqa', que lutam contra os jihadistas.

A publicação britânica da notícia informa que os jihadistas usaram microfone e caixas de som para anunciar a todos o motivo da punição daquele homem. Em seguida, ele foi jogado com vendas nos olhos e com as mãos amarradas.

Essa não é a primeira ação dos jihadistas com homossexuais. No mês passado, pelo menos quatro homossexuais também foram atirados do alto de prédios.

No mundo islâmico a homossexualidade é proibida por ser considerada uma sodomia. Em alguns países, é considerada um delito para prisão e em outros é aplicado pena de morte aos acusados.

Multidão assiste execução de homossexual pelo EI

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições