Mosaico de escravo agradecendo a Deus por liberdade é achado na Turquia

O mosaico foi encontrado na Igreja dos Três Apóstolos, datada do século 6.

Fonte: Guiame, com informações da Agência AnadoluAtualizado: terça-feira, 11 de janeiro de 2022 14:43
Imagem ilustrativa de arqueólogos em Boteshwar. (Foto: Wikimedia Commons/Shehab)
Imagem ilustrativa de arqueólogos em Boteshwar. (Foto: Wikimedia Commons/Shehab)

Enquanto escavavam uma igreja do século 6 no sul da Turquia, arqueólogos encontraram um mosaico feito por um ex-escravo que agradeceu a Deus depois de ser libertado.

A escavação no distrito de Arsuz, na província de Hatay, começou em 2007, depois que a antiga Igreja dos Santos Apóstolos foi descoberta pelo turco Mehmet Keles, enquanto tentava plantar uma muda de laranjeira em seu jardim. Ele também encontrou mosaicos com figuras de animais, túmulos de pedra e restos de ossos.

Em escavações recentes, os arqueólogos encontraram mosaicos na região, incluindo um com a figura de pavão e uma inscrição em que um escravo agradeceu a Deus após ser libertado.

Ayse Ersoy, diretora do Museu de Arqueologia de Hatay, disse à Agência Anadolu que Hatay é conhecida por sua história, natureza e cultura e que o distrito de Arsuz era uma importante cidade portuária nos tempos antigos.

Ersoy explicou que a igreja e os mosaicos encontrados na área são importantes para saber como era a cidade nos séculos 6 e 7.

“Uma igreja basílica de três naves foi desenterrada aqui. Há mosaicos no chão da igreja”, disse ela. “Uma inscrição foi desenterrada e ficou claro que esta igreja tem o nome de Igreja dos Três Apóstolos.”

Ela também destacou o outro achado dos pesquisadores, que desenterraram “um mosaico feito por um escravo para agradecer a Deus após sua emancipação”. “Há pavões e uma inscrição no mosaico. E isso mostra o céu”, acrescentou.

Local será aberto para visitantes

Aproveitando que a cidade movimenta muitos turistas locais e estrangeiros, Ersoy disse que pretendem abrir a igreja e construir um telhado sobre ela.

“Este local será aberto aos visitantes como um museu a céu aberto. História, areia e mar serão apresentados aos nossos visitantes locais e estrangeiros como um pacote completo”, acrescentou.

A equipe pretende ainda continuar as escavações na região.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições