No domingo de Pentecostes, igrejas fazem cultos presenciais pela primeira vez em meses

O dia de Pentecostes no último domingo (31) foi marcado também pela abertura de igrejas nos Estados Unidos pela primeira vez em meses.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Segunda-feira, 1 Junho de 2020 as 11:46

Igrejas abriram nos EUA pela primeira vez no domingo de Pentecostes. (Foto: CBN News)
Igrejas abriram nos EUA pela primeira vez no domingo de Pentecostes. (Foto: CBN News)

Cristãos do mundo todo celebraram o dia de Pentecostes no último domingo (31), marcado também pela abertura de igrejas nos Estados Unidos pela primeira vez em meses.

A reunião presencial, é claro, não aconteceu da mesma forma como antes. As igrejas seguiram medidas de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus, como o uso de máscaras e distanciamento entre os membros.

“Eu quase chorei, só de poder ir à igreja. Ah, é uma paz”, disse Carol Watts, membro da New Life Christian Church na cidade de Virginia Beach.

Questionada pela CBN News do que mais sentia falta, outra fiel da igreja, Anna Hubbs, disse que é o ambiente de adoração. “É como uma explosão do Espírito, não há nada parecido”, disse.

Ministrando online desde meados de março, o pastor Dan Backens ficou feliz em ver a congregação reunida.

“O Espírito Santo estava lá”, disse o pastor. “Pregar para uma câmera tem seu propósito e agradeço a Deus por isso. Mas não há nada como pregar no corpo de Cristo. Você conhece as pessoas, você as ama, elas amam você. Foi dinâmico”.

Reabrir as portas da igreja no domingo de Pentecostes não é coincidência para o pastor Backens.

“Assim como houve o nascimento da igreja no Pentecostes há 2.000 anos, é como se houvesse o renascimento de nossa igreja local no mesmo dia. Então isso é mais que uma coincidência. Nós vemos isso como uma profunda bênção de Deus, como se Ele dissesse ‘Eu estou com vocês de uma maneira especial’”, explicou. 

Enquanto isso, do outro lado da cidade, na igreja Kingdom Cathedral, o bispo Michael Rogers não estava pronto para abrir. Mas isso não impediu os membros de se reunir para adoração no estacionamento da igreja.

“Deus diz que hoje a igreja deixou o prédio”, pregou Rogers do lado de fora, enquanto os membros ouviam de seus carros. 

O bispo disse que algumas coisas influenciaram sua decisão de permanecer fechado. Além da congregação ser formada por pessoas mais velhas, ele perdeu muitos amigos pastores em Nova York devido à doença.

“Acho que precisamos tomar cuidado para nos apressar”, disse Rogers. “As Escrituras dizem que pela paciência ganharemos nossa alma”.

Ele espera que a Covid-19 tenha um fim o mais rápido possível. “Assim como vamos ter um movimento repentino de Deus, eu acredito que essa pandemia desaparecerá de repente”.

veja também