Número de recuperados do coronavírus no Brasil é cerca de 6 vezes maior que o de mortes

Até o momento, 48.221 pessoas se recuperaram do coronavírus, enquanto 7.966 vieram a óbito, tendo Covid-19 como causa.

fonte: Guiame, com informações da Universidade Johns Hopkins

Atualizado: Quarta-feira, 6 Maio de 2020 as 11:53

Aparecido José Brandão, de 48 anos, primeiro paciente a contrair o novo coronavírus (Covid-19) em Corumbá, recebeu alta da Santa Casa no começo de abril. (Foto: Renê Márcio Carneiro / PMC)
Aparecido José Brandão, de 48 anos, primeiro paciente a contrair o novo coronavírus (Covid-19) em Corumbá, recebeu alta da Santa Casa no começo de abril. (Foto: Renê Márcio Carneiro / PMC)

Enquanto a população se mantém preocupada sobre o avanço do coronavírus, o Brasil tem se encontrado no que parece ser uma caminhada significativa na superação da pandemia. Segundo dados recentes da Universidade Johns Hopkins, o país tem registrado uma quantidade consideravelmente maior de recuperações em comparação ao número de mortes.

Conforme registros da Universidade que são atualizados diariamente, até o momento, 48.221 pessoas se recuperaram do coronavírus, enquanto 7.966 vieram a óbito tendo Covid-19 como causa.

Somando esses dados e subtraindo-os da quantidade total registrada de casos até o momento no país, que é de 116.299, essa conta indica que ainda há pelo menos 60.112 pessoas lutando contra o vírus.

“Lock Down”

Apesar da notícia capaz de gerar certa esperança no brasileiro, alguns estados do país estão tornando o isolamento ainda mais restrito ao adotar a medida conhecida como “lock down”.

No caso do Ceará, por exemplo, o novo decreto estará vigente a partir da próxima sexta-feira (8) e torna obrigatório o confinamento de pessoas que tenham confirmação ou suspeita da Covid-19, sob pena de responsabilização inclusive criminal. A circulação de pessoas em espaços e vias públicas ou espaços e vias privadas será permitida apenas em casos de extrema necessidade

Para pessoas que não estejam no grupo de risco, nem tenham confirmação de que estão infectadas, só será autorizada a circulação portando documento ou declaração ou outros meios idôneos para provar a necessidade.

Na última terça-feira, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), também um decreto de lockdown.

veja também