"O problema não é o casamento gay, mas como a palavra de Deus é encarada", diz ex-lésbica

Rosaria Butterfield se uniu a mais de 200 pastores para assinar uma declaração que reafirma os valores bíblicos em relação à sexualidade.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 5 Setembro de 2017 as 11:26

Rosaria Butterfield deixou de ser lésbica há 20 anos, após um processo iniciado com sua conversão. (Foto: Jimmy Williams)
Rosaria Butterfield deixou de ser lésbica há 20 anos, após um processo iniciado com sua conversão. (Foto: Jimmy Williams)

Mais de 200 pastores, líderes ministeriais e professores assinaram uma declaração que reafirma os valores bíblicos em relação à sexualidade, o casamento e a identidade de gênero.

A "Declaração de Nashville" foi lançado em 29 de agosto e apresenta 14 proclamações, através de uma iniciativa do Conselho sobre a Masculinidade e Feminilidade Bíblica e a Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul.

O documento foi defendido pela escritora Rosaria Butterfield, uma ex-lésbica que também assinou a declaração. "Eu assinei porque minha consciência me obriga a fazer isso, porque as promessas de liberdade no mundo são falsas e porque os filhos de Deus são chamados a desmascarar essas falsas promessas”, disse ela

De acordo com Rosaria, a principal questão não é a homossexualidade, mas as Escrituras. "O maior problema não é o casamento gay, é se a palavra de Deus é encarada como viva e eficaz, mais afiada que qualquer espada de dois gumes, que penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração", disse ela, fazendo referência a Hebreus 4:12.

Há 20 anos, Rosaria mantinha um relacionamento com outra mulher, com quem morava em Nova York, nos Estados Unidos. "Quando Cristo se revelou a mim, eu não parei de me sentir lésbica. Não fui convertida da homossexualidade. Fui convertida da incredulidade", afirmou.

"Inicialmente, minha conversão não alterou minha atração sexual por mulheres. O que a conversão mudou imediatamente foi o meu coração e minha mente. Minha mente estava ardendo pela Bíblia e eu não conseguia ler o suficiente sobre isso. O Evangelho me deu uma luz. Isso arruinou a vida que eu amava ter. A luz do Senhor iluminou meu pecado através da lei e iluminou minha esperança através de Jesus", continua a ex-lésbica.

Rosaria acredita que a homossexualidade é uma consequência da queda do homem, que deixou uma impressão do pecado original em cada ser vivente. "Todos nós nascemos no pecado, de uma forma ou de outra. Mas podemos odiar nosso pecado sem nos odiar, porque nós, que entregamos nossas vidas a Cristo, estamos firmados na justiça Dele e não na nossa. Nossa verdadeira identidade não está no pecado em que lutamos, mas no salvador que abraçamos".

veja também