Onyx diz que Bolsonaro foi levantado por Deus: “Em condições normais ele não seria eleito”

Em entrevista, ministro da Casa Civil diz ter fé e consciência sobre o momento que o país vive e mudança desejada pelos brasileiros.

fonte: Guiame, com informações do Terça Livre

Atualizado: Quarta-feira, 6 Março de 2019 as 10:54

Ministro da Casa CIvil, Onyx Lorenzoni. (Foto: Reprodução/YouTube)
Ministro da Casa CIvil, Onyx Lorenzoni. (Foto: Reprodução/YouTube)

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni disse acreditar que o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe são instrumentos de Deus para mudar o Brasil. Durante entrevista, Onyx fez um panorama da situação brasileira e dos rumos que o país segue com o novo governo.

“A gente aqui tem muita fé e certeza que fomos colocados [por Deus no governo] e em condições não normais”, disse o ministro, que afirmou ainda que quem tem fé entende o que ele diz.

Evangélico, Onyx Lorenzoni se emociona ao dizer que a eleição de Bolsonaro era improvável e que o presidente só venceu o pleito porque foi “levantado por Deus”.

O ministro justifica sua emoção “porque a gente sabe o que esse país quer da gente. E a gente vive momentos muito difíceis aqui, duros; eu vejo a dificuldade que ele [Bolsonaro] vive muitas vezes, as agressões, mas a gente tem uma coisa muito clara na nossa cabeça: esse governo vai ser decente, honesto, firme e vai entregar o Brasil para os brasileiros”.

Com a mesma condição de improbabilidade, o ministro da Casa Civil falou sobre a eleição de Davi Alcolumbre para presidir o Senado. Ela foi comparada por Onyx com a eleição de Bolsonaro para a Presidência da República, sendo ambos improváveis vencedores das disputas que enfrentaram.

“No caso do Davi é uma coisa muito interessante, eu disse que Deus levantou o mais improvável dos deputados [federais] para ser presidente [do Brasil], que é o Bolsonaro. Muito poucas pessoas acreditavam no Bolsonaro, mas o mesmo Deus que o colocou aqui como presidente do Brasil colocou o Davi como presidente lá no Senado”, disse.

Sobre os desafios do governo, o ministro disse ainda que o governo enfrenta “uma mídia e uma oposição implacável”, mas que isso não assusta. “Temos consciência de que faremos um governo que os brasileiros irão se orgulhar.”

veja também