Pastor responde críticas ao viralizar louvando em avião: “Não me envergonho do Evangelho"

O vídeo que mostra cristãos cantando “Quão Grande É o Meu Deus” já tem mais de 36 milhões de visualizações.

Fonte: GuiameAtualizado: terça-feira, 19 de abril de 2022 14:58
Louvor no avião viralizou na internet. (Foto: Instagram/Jack Jensz Jr.)
Louvor no avião viralizou na internet. (Foto: Instagram/Jack Jensz Jr.)

As imagens de um grupo de cristãos louvando a Deus em um voo na Europa estão atraindo críticos na imprensa, nas mídias sociais e até na política. Enquanto as críticas surgem, o impacto do vídeo tem aumentado: já são mais de 30 milhões de visualizações até agora.

O vídeo mostra um homem tocando violão, enquanto o grupo de cristãos o acompanha na canção “Quão Grande É o Meu Deus”, em inglês. A filmagem foi publicada pelo pastor Jack Jensz Jr. em 9 de abril, quando sua equipe de evangelismo viajava para a Alemanha.

“Adorando nosso Rei Jesus a 30.000 pés no ar”, disse o pastor na legenda do vídeo.

Desde então, o grupo tem sido elogiado pela ousadia de exaltar Jesus em um voo, mas também criticado por ter causado uma suposta importunação.

Uma das críticas foi a parlamentar democrata Ilhan Omar, que é muçulmana e integra a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. “Acho que a minha família e eu devemos ter uma sessão de oração na próxima vez que estivermos em um avião. Como você acha que vai acabar?”, ela postou no Twitter no domingo (17).

No post da política muçulmana, o vídeo de adoração no voo soma mais de 36,2 milhões de visualizações até a publicação dessa matéria.

A parlamentar republicana Lauren Boebert logo criticou Omar, reconhecendo que seu post só ajudou a espalhar ainda mais o Evangelho. “Seu ódio anticristão ajudou a impulsionar uma música de louvor a Jesus para 33 milhões de views no fim de semana de Páscoa. ‘Até as rochas clamarão’”, disse ela.

Em resposta, Omar alegou: “Ódio anticristão? Vocês precisam parar de projetar o fanatismo de vocês. Intolerantes religiosos como você sempre pensam que os outros têm o mesmo ódio que vocês têm em seus corações. É Ramadã e eu vou rezar por vocês. Que Deus limpe seus corações.”

Resposta às críticas

Jensz Jr. é fundador do ministério Kingdom Realm, sediado na Filadélfia (EUA). Junto com sua esposa, Lilly Jensz, e uma equipe, ele esteve na Ucrânia para atuar na ajuda humanitária e seguia para uma igreja na Alemanha.

Através do trabalho da Kingdom Realm nas fronteiras da Ucrânia, mais de 16.000 pessoas decidiram seguir Jesus, informou o pastor no Instagram. Depois que o vídeo do louvor viralizou, Jensz Jr. respondeu com o versículo de Romanos 1:16: “Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê.”


Junto com uma equipe, o pastor levou ajuda à Ucrânia. (Foto: Instagram/Jack Jensz Jr.)

Nesta terça (19), ele publicou um vídeo com esclarecimentos sobre o que realmente aconteceu no voo.

“Estávamos em um voo com nossa equipe voltando da ajuda aos refugiados ucranianos na fronteira. Ao longo do último mês temos dado ajuda humanitária, comida e orado com o belo povo da Ucrânia”, explicou.

“Ficamos cheios de gratidão pelo que Deus fez em nosso tempo lá. Nossa intenção era trazer alegria e esperança, pois há muita dor com o que está acontecendo neste mundo”, continuou.

O pastor explicou que conversou com a comissária de bordo e compartilhou sobre o trabalho que estava sendo feito na Ucrânia. Eles então pediram sua autorização para cantar uma música e levar esperança aos passageiros.


Junto com uma equipe, o pastor levou ajuda à Ucrânia. (Foto: Instagram/Jack Jensz Jr.)

“Havia muitos ucranianos neste voo. Ela ficou feliz e disse que seria ótimo! Ela então pediu ao piloto, o piloto e todos os comissários estavam 100% de acordo (se eles dissessem não, nós iríamos honrar isso)”, afirmou. “Eles até fizeram um anúncio para todos os passageiros, informando quem somos e o que fizemos na Ucrânia e nos apresentaram e permitiram que a gente pegasse o violão! As pessoas então aplaudiram e nos receberam.”

O pastor disse então que a música foi cantada por cerca de 4 minutos e muitos passageiros receberam bem, filmando a apresentação e sorrindo. “Assim que terminamos, todos aplaudiram, agradeceram e nos sentamos novamente”, continuou.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições