Pré estréia de 'Você Acredita?' reúne artistas e lota duas salas de cinema em SP

Dentre o público estavam nomes conhecidos da música gospel como Leonardo Gonçalves, Adhemar de Campos, Dany Grace, Priscilla Alcântara, Brenda e Mariana Ava. Os atores Caíque Oliveira, do filme Metanoia, Daniel Araújo do canal Paxtorzão e Felipe Folgosi, que atua na novela Chiquititas, também estiveram presentes no evento.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: sexta-feira, 28 de agosto de 2015 02:17

 


Público aguardando início do filme na fila do Shopping Anália Franco, em São Paulo. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

 

Em seu tour de pré estréias por todo o País, o filme "Você Acredita?" teve uma das apresentações de maior sucesso na noite desta quarta-feira (26), em São Paulo. Cerca de 540 pessoas lotaram duas salas de cinemas do Shopping Anália Franco, na zona leste da capital.
 
Dentre o público estavam nomes conhecidos da música gospel como Leonardo Gonçalves, Adhemar de Campos, Dany Grace, Priscilla Alcântara, Brenda e Mariana Ava. Os atores Caíque Oliveira, do filme Metanoia, Daniel Araújo do canal Paxtorzão e Felipe Folgosi, que atua na novela Chiquititas, também estiveram presentes no evento.
 
O filme de produção americana foi trazido pela empresa brasileira 360WayUp, dirigida por Ygor Siqueira, um dos idealizadores da Graça Filmes. Em entrevista ao Guiame, Siqueira aponta que as pré estréias já aconteceram nas cidades de Fortaleza, Recife, Goiânia, Curitiba, Rio de Janeiro, Balneário Camboriú, Belo Horizonte e ainda irá passar por Brasília. Mas ele garante que o evento em São Paulo superou expectativas.
 

Ygor Siqueira, presidente da 360WayUp, responsável pelo filme no Brasil. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
"Hoje foi fantástico, foi uma das melhores pré estréias que a gente fez. O mais legal é que, independente da cidade, a reação é a mesma. O público termina muito feliz, impactado pela mensagem, e o mais importante: prontos para invadir os cinemas", disse Siqueira, visando a estréia oficial do filme no dia 3 de setembro.
 
Leonardo Gonçalves deu voz a versão brasileira da música "We Believe", da banda americana Newsboys, trilha sonora oficial do filme. O clipe foi divulgado semanas antes da pré estréia nos cinemas, e alcançou, até a data, mais de 784 mil visualizações. "A repercussão, em pouco tempo, superou as possíveis e até impossíveis expectativas. Eu estou muito feliz com a oportunidade de poder interpretar essa canção que fala a respeito de fé, praticamente um credo apostólico colocado em canção", explica ele.
 

Cantor Leonardo Gonçalves durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
A expectativa de Leonardo é que a repercussão aumente ainda mais após a estréia, em setembro. "Muita gente que vai assistir ao filme não me conhece, não conhece a música. Então a gente está muito ansioso para ver como vai ser depois do dia 3, quando as pessoas começarem a assistir o filme nos cinemas, vão chegar em casa e procurar a música também", disse o cantor.
 
Adhemar de Campos disse ter saído da sala bastante impactado. "A mensagem é bem simples, direta e eu acho que atinge o objetivo evangelístico do filme. Eu recomendo esse filme, e acho que vai ser uma ferramenta de grande utilidade para levar Cristo às pessoas."
 

Pastor Adhemar de Campos após sessão de pré estréia. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Dany Grace expressou sua felicidade em ver o crescimento do Evangelho em todas as áreas. "A arte tem crescido não só através da música, mas através da pintura, da dança, do teatro e agora o cinema, arrasando com uma produção fantástica, tão boa quanto a de um filme secular, trazendo o Evangelho de forma objetiva e também estratégica para conquistar pessoas que ainda não conhecem Jesus e a cruz", disse ela.
 

Cantora Dany Grace durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Por sua experiência na televisão, Priscilla Alcântara nota que a mensagem cristã tem ganhado cada vez mais espaço nas mídias de massa. "Jesus é o dono de toda a força, e se é a vontade Dele que a gente entre nesses meios, acho que a gente não tem tempo para perder e não tem quem possa ficar na nossa frente", afirma a cantora.
 

Priscilla Alcântara diante do cartaz do filme. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Priscilla demonstra sua paixão e interesse em trabalhar com cinema, e ressalta que esse é um tipo de arte que também deve ser voltado ao Evangelho. "Muitas vezes, falta ousadia da nossa parte de colocar Ele nisso, mas tudo é Dele. Eu fico muito feliz de existirem pessoas ousadas que lutem por isso, porque a gente sabe que é uma luta, muita gente ainda acha um pouco estranho, tem gente que reluta contra isso, mas colocar o Evangelho dentro dos cinemas é a melhor forma de atingir as pessoas."
 
Brenda considera que o cinema é um meio poderoso para atrair pessoas de fora a conhecerem a mensagem da cruz. "Eu acho que essa é uma das maneiras de as pessoas se conscientizarem e se voltarem para Deus", disse a cantora. "Eu espero que as pessoas divulguem bastante e que muitos daqueles que não conhecem a Jesus possam acreditar Nele."
 

Cantora Brenda durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Mariana Ava é conhecida por seu ministério na música, mas é graduada em Cinema e enxerga a arte audiovisual como uma arma poderosa de alcançar pessoas com o Evangelho. "Se você coloca uma luz na tela, essa luz entra no seu olho e você sente uma coisa através disso. Agora, se você botar a luz de Jesus na tela com a trilha sonora, é muito poderoso. Estou muito contente por ver a nossa nação se despertando para as artes voltadas para o Reino de Deus", disse ela.
 
Residente em dois lares — Brasil e Estados Unidos —, Mariana aponta a diferença entre a arte cinematográfica cristã em ambos países. "Nos Estados Unidos, o cinema cristão está um pouco mais avançado que no Brasil, porque Hollywood ainda domina bastante. Isso é bíblico também, e a gente sempre tem que dar o nosso melhor. Uma música fala muito com você porque somos muito auditivos, mas o visual entra dentro de você com tanto poder", pondera.
 

Mariana Ava e o marido Richard Zulich no evento de pré estréia. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Vindo de uma temporada de sucesso com o filme "Metanoia", que também esteve em cartaz nos cinemas brasileiros, o ator Caíque Oliveira apontou que a atual geração vive grandes oportunidades de pregar o Evangelho em diversos meios. "A nossa geração está experimentando o que as outras não experimentaram. 'Tadinha', a minha vó nunca foi em uma pré estréia de filme cristão", brinca o ator.
 
"Eu estou muito feliz, porque vejo que foi tão rápido. Teve o Metanoia agora, aí o Ygor já chegou com essa proposta nova, e de repente já está avançando. Eu creio que vai ser um sucesso, em nome de Jesus. Estou muito feliz de ver que eu faço parte dessa geração e que faço parte dessa história também", disse Caíque.
 

Ator Caíque Oliveira durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
Daniel Araújo, protagonista do canal de vídeos "Paxtorzão", disse estar contente com a onda de filmes cristãos em 2015. "Eu estou muito feliz de poder ver, em tão pouco tempo, tantos filmes sendo lançados e cada vez sendo lançados em mais salas. Espero, em breve, estar um dia lançando o filme do Paxtorzão nos cinemas para a gente alcançar cada vez mais pessoas, com trabalhos bem feitos."
 

Daniel Araújo, o Paxtorzão, durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
 
O ator Felipe Folgosi, que atualmente integra a novela Chiquititas, do SBT, também prestigiou a pré estréia elogiando o elenco e a produção do filme. "A qualidade do filme é excelente, com atores de primeiro time. Eu acho que Hollywood tem, cada vez mais, se aberto para filmes cristãos que passam uma mensagem boa, e isso já tem acontecido aqui. Cada vez mais os produtores aqui no Brasil percebem que tem público também para esse segmento", aponta ele, que atualmente é membro da Igreja Bola de Neve.
 
"Eu acho que o público evangélico no Brasil, que hoje em dia estima-se que são mais de 40 milhões de pessoas, quer consumir um produto que fale sobre a sua visão de mundo. Eu acho que já foi o tempo em que não havia opção. Cada vez mais a internet, o rádio, a TV e as outras mídias, tem que investir em uma produção cultural para esse tipo de público", conclui Felipe.
 

Ator Felipe Folgosi durante entrevista ao Guiame. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

Siga-nos

Mais do Guiame