Rapaz que evangelizou assassina em tribunal é premiado por “ato de coragem”

A polícia de Dallas (EUA) homenageou Brandt Jean por sua demonstração de perdão durante a audiência que condenou a assassina de seu irmão.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Quinta-feira, 5 Dezembro de 2019 as 11:42

Brandt Jean abraça a assassina de seu irmão, Amber Guyger, durante audiência em Dallas. (Foto: Tom Fox)
Brandt Jean abraça a assassina de seu irmão, Amber Guyger, durante audiência em Dallas. (Foto: Tom Fox)

Brandt Jean foi premiado na terça-feira (3) por sua demonstração de perdão durante a sentença da policial Amber Guyger, que foi condenada por assassinar seu irmão, Botham, depois de entrar no apartamento dele por engano, pensando que era o seu.

O jovem de 18 anos recebeu o Prêmio de Coragem Ética 2019 pelo Instituto de Administração da Polícia (ILEA), em Dallas, no Texas (EUA). 

Durante a audiência de sentença, em 2 de outubro, Brandt se dirigiu a Amber, dizendo que a perdoava. "Quero o melhor para você", disse ele. "Isso é exatamente o que Botham gostaria que você fizesse, e o melhor seria entregar sua vida a Cristo".

Depois, o rapaz perguntou à juíza Tammy Kemp se ele poderia dar um abraço em Amber. Com a permissão concedida, os dois deram um longo e emocionante abraço.

“Não consigo pensar em um ato que tenha sido mais corajoso”, disse disse Gregory Smith, diretor da ILEA. “Brandt Jean representa o melhor de nós. Apesar de uma perda inimaginável, ele viu a humanidade na pessoa responsável pela morte de seu irmão. Ele viu sua dor e arrependimento e teve a capacidade de mostrar empatia, carinho e perdão”.

Na cerimônia de premiação, Brandt foi acompanhado por sua mãe, pai e irmã. Cerca de 50 policiais do Texas e estados vizinhos estavam presentes.

“Quero agradecer ao Instituto de Administração da Polícia por me oferecer esse prêmio e estou honrado em aceitá-lo em nome do meu irmão, Botham Jean, que foi um exemplo de liderança ética”, disse Brandt.  

Após seu discurso, o diretor da ILEA Smith disse: “Brandt, vejo os valores incutidos em você por seus pais. Eu vejo a força dada a você por sua fé. Se o resto de nós pudesse explorar apenas uma fatia de sua coragem e princípios morais que você exibiu naquele momento, este mundo seria um lugar melhor”.

veja também