Tornado arranca telhado de igreja e crianças são protegidas enquanto cantam ‘Jesus me ama’

No momento do tornado, 40 crianças estavam dentro da igreja. Todas permaneceram calmas e saíram ilesas do local.

fonte: Guiame, com informações da Baptist Press

Atualizado: Segunda-feira, 18 Março de 2019 as 5:38

Tempestade arrancou o telhado da Igreja Batista Monte Sião, nos EUA. (Foto: Reprodução/Facebook)
Tempestade arrancou o telhado da Igreja Batista Monte Sião, nos EUA. (Foto: Reprodução/Facebook)

No olho de uma tempestade que arrancou o telhado da Igreja Batista Monte Sião, a diretora da pré-escola, Michelle Rushing, encontrou uma forma de acalmar 40 crianças que estavam no local: a adoração.

Quando um tornado atingiu a cidade de Paducah, em Kentucky (EUA), por volta das 9h30 da manhã na última quinta-feira (14), Rushing levou as crianças para uma sala segura, seguindo o plano de emergência da igreja. Enquanto estavam reunidas, as crianças cantaram músicas que diziam “Jesus me ama” e “Ele tem o mundo inteiro em suas mãos”.

Apesar dos danos consideráveis ​​ao prédio da igreja, todos os que estavam dentro da sala ficaram ilesos. Apesar dos sérios danos causados a casas e empresas da região, houve apenas uma pessoa ferida.

“A mão toda poderosa de Deus forneceu segurança para nossa comunidade”, disse o xerife Matt Carter ao jornal West Kentucky Star. “O percurso da devastação é de aproximadamente oito quilômetros de comprimento”.

“Aproximadamente três casas foram devastadas, mas não há feridos. Meia dúzia de outras casas sofreram danos menores a moderados. Poderia ter sido uma taxa extremamente alta de fatalidade e somos muito abençoados por relatar apenas uma pequena lesão”, acrescentou.

O pastor Dan Summerlin, da Igreja Batista Lone Oak, ofereceu as instalações de sua igreja para a Monte Sião este fim de semana. No entanto, a igreja decidiu fazer os cultos em seu Centro de Vida Familiar.

Summerlin elogiou os funcionários da pré-escola da igreja por manterem as crianças calmas. “Isso mostra que eles têm funcionários bem treinados. Se os adultos ficam calmos, as crianças geralmente os seguem”, observou.

veja também