Trump comunica saída dos EUA de acordo nuclear com Irã

Firmado durante o governo Obama, em 2015, o acordo foi desfeito por Trump, pelo fato do Irã não cumprir com sua parte.

Fonte: Guiame, com informações do G1Atualizado: terça-feira, 8 de maio de 2018 19:39
O presidente americano afirmou que o Irã pretendia em pouco tempo obter armas nucleares. (Foto:
O presidente americano afirmou que o Irã pretendia em pouco tempo obter armas nucleares. (Foto:

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, anunciou na tarde desta terça-feira (8) sua decisão de abandonar o acordo nuclear firmado com o Irã. Em 15 meses de governo, esta é uma das mais importantes decisões de política externa, pois a nação americana deverá retomar as sanções contra o país islâmico.

O acordo foi realizado em 2015 por Barak Obama, antecessor de Trump. Na época, o ex-presidente pediu que o Irã limitasse suas atividades nucleares e em troca os EUA amenizaria as sanções internacionais. Agora, Trump muda esse quadro. “O Irã é o principal estado patrocinador do terrorismo”, disse ele em seu discurso.

Hassan Rouhani, o presidente do Irã, deixou claro no último domingo (6) que a decisão de Trump faria com que os Estados Unidos tivessem um "arrependimento histórico". Por sua vez, Trump explica que o acordo tinha a missão de proteger os EUA e seus aliados, mas permitiu que o Irã continuasse enriquecendo urânio.

O presidente americano afirmou que o Irã pretendia em pouco tempo obter armas nucleares, sendo que outros países seguem seu exemplo buscando programas nucleares.

Vale ressaltar que no período em que o acordo foi feito, o pastor Saeed Abedini estava preso no Irã, juntamente com outros líderes cristãos. Atualmente, o país, que configura em 10º lugar na lista de perseguição religiosa fornecida pela Portas Abertas, continua mantendo um regime totalitarista em relação às minorias religiosas, como o cristianismo.

A nação islâmica também representa uma clara oposição a Israel e já declarou que está pronta para atacar o Estado judeu. A decisão de Trump já era aguardada, pois foi um dos pontos fortes de sua campanha de eleição.

Confira o discurso de Donald Trump (em inglês):

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições