“Vocês verão a libertação do Senhor”, diz Pence em mensagem aos venezuelanos

Mike Pence anunciou novas sanções aos aliados do regime de Nicolás Maduro em discurso na Colômbia.

fonte: Guiame, com informações da Associated Press

Atualizado: Segunda-feira, 25 Fevereiro de 2019 as 4:39

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, participam da reunião do Grupo de Lima, em Bogotá. (Foto: Luisa Gonzalez/Reuters)
O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, participam da reunião do Grupo de Lima, em Bogotá. (Foto: Luisa Gonzalez/Reuters)

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (25) novas sanções aos aliados do regime de Nicolás Maduro e reforçou apoio financeiro ao seu oponente, Juan Guaidó, em um esforço para entregar ajuda humanitária à Venezuela.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, chegou em Bogotá, na Colômbia, para discutir a crise da Venezuela com o Grupo de Lima, composto por 14 nações latino-americanas, incluindo o Canadá, que se uniu para pressionar Maduro e buscar soluções para o país.

Em seu discurso, Pence reafirmou o compromisso do governo Trump com a liberdade no hemisfério Sul. “Venezuelanos que amam a liberdade: saibam que vocês não estão sozinhos. Vocês estão com o apoio e as orações do povo americano e das nações aqui reunidas”, destacou.

“Enquanto vocês defendem a liberdade, vocês também estão indo junto com a graça do Autor da Liberdade, que disse: ‘Coragem! Não tenham medo!’ E vocês verão a libertação que o Senhor irá trazer. Onde o Espírito de Deus está, há liberdade”, acrescentou.

Pence pediu aos parceiros regionais que congelem os ativos de petróleo controlados por Maduro, transfiram os lucros para Guaidó e restrinjam os vistos para o círculo interno do líder socialista.

Repetindo a frase do presidente Donald Trump, Pence disse que “todas as opções estão na mesa” — uma expressão adotada também por Guaidó, insinuando o uso da força militar.

Pence deixou ainda uma mensagem aos integrantes das Forças Armadas da Venezuela, que se mantêm fiéis ao regime de Maduro: “Vocês podem escolher aceitar a generosa oferta de anistia do presidente interino Guaidó, mas se vocês escolherem outro caminho, serão responsabilizados. Não vão encontrar nenhuma saída fácil, nenhuma escapatória. Vão perder tudo”.

O vice negou que os EUA ou Guaidó adotem medidas com caráter de vingança. “O presidente Guaidó não busca a vingança, os Estados Unidos, também não. Se vocês [militares venezuelanos] assumirem a bandeira da democracia, o presidente Guaidó e os governo dos Estados Unidos vão acolher e garantir que serão liberados das sanções impostas.”

Em mensagem direcionada à população, Pence afirmou: “Está chegando o dia em que o longo pesadelo da Venezuela irá acabar, e a Venezuela será livre. O seu povo verá o renascimento da liberdade”.

veja também