Luciano Subirá: “Não é quanto você tem do Espírito Santo, é quanto Ele tem de você”

Luciano Subirá afirma que é preciso depender totalmente do Espírito Santo para viver um relacionamento profundo.

Fonte: GuiameAtualizado: quarta-feira, 12 de setembro de 2018 16:51

Em um vídeo recente publicado em seu canal no YouTube, o pastor Luciano Subirá falou sobre a importância do cristão depender do Espírito Santo por completo. Ele ainda diz que estar cheio do Espírito não é algo que se mede por quantidade, mas que está ligado ao nível de rendição.

“A obra do Espírito Santo na vida de um crente é tão importante que o apóstolo Paulo definiu uma nova aliança como sendo ministério do Espírito. A Palavra de Deus fala de um tipo de ajuda que não é a ‘terceirização’ de uma instituição. Eu posso pedir alguém que me ajude a mover uma cadeira porque eu estou ocupado com outra coisa. Esse meu pedido de ajuda é uma terceirização, mas não é isso que nós temos em questão”, iniciou.

Subirá exemplifica sua colocação: “Imagine um grande sofá que uma pessoa não consegue carregar. Então duas pessoas precisam se unir e pegar firme contra aquele peso para mover. Isso define a natureza da ajuda que o Espírito Santo nos provê. Jamais será caráter de substituição. Nós precisamos entender que o Espírito Santo na verdade coopera conosco e espera que nós cooperamos com Ele”, pontuou.

“A Bíblia fala tanto do Senhor cooperando com os apóstolos enquanto eles pregavam a Palavra e fala também que nós somos cooperadores com Deus. Isso significa a interação que cada um faz. Ambos se unem para completar um propósito. Quando falamos da obra do Espírito Santo, ela jamais pode ser vista fora da perspectiva da interação”, comentou no vídeo.

Águas profundas

O pastor usa para ilustrar melhor sua colocação a figura bíblica de se aprofundar nas águas. “Quando você chegar às águas profundas você estará no lugar onde Deus quer. Há uma diferença entre ter água nos tornozelos, nos joelhos ou nos lombos. Mas quando você chegar às águas profundas, ali é água para se nadar. Enquanto você está com pé no chão, você se governa, decide quando vai para lá ou cá”, comentou.

“Mas quando você entra nas águas profundas, não consegue mais tocar o chão. O rio te conduz, ele assume o controle. Nós precisamos entender que nessa interação com o Espírito Santo, uma coisa importantíssima que a gente deve fazer é perder o controle. Devemos nos render ao governo, a liderança plena Dele. Quem está cheio do Espírito Santo está preenchido até em cima”, disse.

“A ideia de estar cheio do Espírito Santo não fala do quanto você tem do Espírito Santo. Em outras palavras, não é quanto você tem do Espírito Santo, é quanto o Espírito Santo tem de você. Nós precisamos viver neste lugar de entrega e rendição”.

Siga-nos

Mais do Guiame