Cura de câncer em Maceió

Cura de câncer em Maceió

Atualizado: Terça-feira, 15 Junho de 2010 as 7:35

Tumor corresponde ao aumento de volume observado em qualquer parte do corpo e é classificado como benigno ou maligno. Quando o surgimento do tumor se dá pelo crescimento de células malignas capazes de invadir outras estruturas orgânicas, ele é considerado câncer.

De acordo com estatísticas de 2005, do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a mortalidade por câncer em crianças e adolescentes com idade ente 1 e 19 anos corresponde a 8% de todos os óbitos, colocando-se, assim, como a segunda causa de morte nesta faixa etária.

O estudante, Marcos Patrick Lima, de 16 anos, chegou à IURD de Maceió (AL) em busca de um milagre. Ele havia perdido 20 quilos sem causa aparente. Os médicos desconfiavam de diabetes. Mas os exames constataram uma doença muito mais grave: um tumor de 8 centímetros no pâncreas.

Um grande susto para a dona de casa Eliane Maria da Silva, de 45 anos, mãe de Marcos. Segundo ela, os médicos não pareciam confiantes na recuperação do filho, mas recomendaram a intervenção cirúrgica. "Eles diziam que, com a cirurgia, ele podia ficar bom, mas a cura não era garantida", lembra.

O bispo Sérgio Correa, responsável pela IURD em Alagoas, realizou a oração com imposição de mãos sobre o abdome de Marcos, que imediatamente sentiu o toque do poder de Deus em seu corpo. "Depois da oração, senti um alívio muito grande. Naquele momento, o câncer havia sumido", conta o garoto.

Aos poucos, Marcos foi recuperando o peso. "Os médicos não acreditaram na recuperação do meu filho e insistiram em submetê-lo a uma intervenção cirúrgica. Mas já não havia mais tumor. Deus já havia curado meu filho", relata Eliane, entre lágrimas, ao lembrar que essa cura foi comprovada, dias depois, através do resultado da biópsia. "Nenhum médico faria o que Deus fez", conclui a mãe.

veja também