Enquanto estou solteira

Enquanto estou solteira

Atualizado: Terça-feira, 2 Fevereiro de 2010 as 12

No title Até encontrar aquela pessoa especial, é possível viver de forma plena e feliz

"Não podemos evitar que um pássaro voe sobre nossa cabeça, mas podemos evitar que ele faça ninho nela". Essa é uma grande verdade e tenho utilizado esse princípio em minha vida. As tentações existem e muitas vezes chegam com força total. Tenho porém aprendido que correndo para o Senhor, e fugindo das tentações, a vida pode ser bem vivida.

Existem situações próprias e características enfrentadas por uma solteira; principalmente quando se vive numa sociedade "machista" como a nossa. Podemos destacar algumas, tipo:

Cobrança: "Ainda não se casou, querida?"

Preconceito: "Sinto muito, a programação é só para casais!"

Pena: "Coitadinha, ainda não desencalhou!"

Interferência: "Tenho certeza que Deus tem alguém para você!" ou então: "Agora você faz parte do clube do AMEM – Associação das Mulheres Encalhadas MESMO!!!"

Bem, indo agora para um prisma mais pessoal diria que a solidão é algo real e muitas vezes difícil de ser enfrentada. Tenho descoberto que não adianta colocar "panos quentes", entrando em um processo de negação da realidade. A solidão existe e muitas vezes me encontro com ela. E aí? Usar a cabeça, é algo que ajuda. Por exemplo, além das obrigações normais da vida como trabalho é importante ter outras ocupações e relacionamentos. Procurar dar uma chance a si mesma desenvolvendo atividades que tragam retorno e satisfação. Em meu caso tenho especificamente procurado desenvolver áreas como:

Esporte - Gosto de esportes. Tenho separado uma parte do meu tempo para me dedicar à natação – que além de agradável, é o esporte completo. Vôlei também já fez parte integrante da minha vida. Amizades - Aprecio desenvolver e manter amizades, o que é muito importante para meu equilíbrio emocional, contrapondo-se ao famoso "ninguém me ama, ninguém me quer!" Bom humor - Como é importante procurar enxergar as coisas boas da vida! Ser positiva ajuda muito a enfrentar nosso dia-a-dia. Oportunidades - Possibilidades de viajar, sempre que possível, conhecendo pessoas e lugares. Talentos e dons - Descobri-los e utilizá-los, não somente em favor próprio, como também direcioná-los ao próximo, visando sempre a glória de Deus. Trabalho de Deus - Aproveitar o fato de poder desfrutar de mais tempo e atuar no Corpo de Cristo exercendo os dons por ele distribuídos. Ajuda - A vida tem mais significado, quando saímos de nós mesmos e chegamos até outros em momentos de alegria e também de tristezas. Devemos sair da "concha" do egoísmo e colocar em prática o amor ao próximo. E o relacionamento com Deus?

De vez em quando cobro dele um companheiro, com quem partilhar minha vida e, ao expor meus sentimentos, tranqüilizo meu coração, lembrando-me que ele, melhor que eu, sabe lidar comigo! Se é importante gastar tempo com amigos, é mais importante ainda gastar tempo com Deus! Ler a Bíblia e orar, numa relação de companheirismo e amizade da filha que confia no Pai, têm proporcionado força para meu viver.

E as tentações, onde ficam?

A Bíblia diz que existem duas fontes de tentação: Satanás exercendo sua função e nossa própria cobiça que nos atrai e seduz (Tiago 1.14). As tentações estão muito perto e cabe a nós nos conhecermos, identificá-las e saber como lidar com as mesmas. Deliberadamente, evito assistir certos filmes, ler determinados livros, manter alguns tipos de conversa e até ver certos tipos de programas de televisão, pois conhecendo-me, sei que podem dar "asas à minha imaginação", levando-me a ter problemas com meus pensamentos e atitudes. Apesar de conscientemente procurar lidar com as diversas situações da vida é bom lembrarmos de 1 João 1.9, que nos assegura perdão em caso de cedermos à tentação. Encontramos assim, restauração e forças para prosseguir.

Bem que eu poderia terminar este artigo deixando meu endereço e telefone, mas não vou, não! Gostaria que você que o leu, juntamente com outros tantos que atravessam a mesma fase de vida, lembrasse que apesar das dificuldades características, é possível ser feliz, pois... "Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo"!

Eloisa Pasquini é professora de inglês, tradutora e intérprete, tendo viajado no navio "Doulos" e interpretado missionários no Brasil em Congressos e reuniões. É membro da Primeira Igreja Batista de Atibaia, São Paulo.

veja também