"Eu não me importava de ser a outra"

"Eu não me importava de ser a outra"

Atualizado: Quinta-feira, 10 Dezembro de 2009 as 12

Já me chamaram de Bete, a feia. Meus apelidos eram: testa de amolar faca, gorda, baleia, saco de areia e por ai vai... Nunca me preocupei com a minha aparência; a maioria das roupas que tinha, era de outra pessoa que não as queria mais.

Minha infância foi muito confusa, meu pai morreu quando eu ainda era um bebê e não fui criada pela minha mãe biológica.

Tive alguns relacionamentos e, por não me valorizar como pessoa, deixava os namorados bem à vontade; já cheguei a dizer que não me importava de ser a outra. Tudo isso por medo de exigir qualquer respeito e perder a pessoa.

Bebia muito, fumava, queria ser legal com todos, mas quando ia para a minha casa, colocava a cabeça no travesseiro, não queria mais levantar de vergonha da minha vida, queria sumir, desaparecer, pensei em suicídio, mas fiquei com medo de ir para o inferno.

Em determinado momento conheci um rapaz, começamos a namorar de uma maneira bem errada, fui morar sozinha. Só loucura!

Um dia fomos conhecer uma "igreja de surfistas". O que foi aquilo? Como poderiam ter tantos jovens reunidos louvando a Deus, com músicas legais, palavra de Deus em uma linguagem fácil? Naquele dia nós tivemos um encontro verdadeiro com Jesus Cristo. Ele transformou as nossas vidas!

Saímos de lá querendo realmente namorar, noivar e casar! Tudo conforme a vontade de Deus. Pedimos perdão pelos nossos erros cometidos até aquele momento e começamos a caminhada com Jesus.

Que tempo novo começou na minha vida!

Um ano depois estava me casando na igreja, recebendo os meus familiares e amigos com uma festa linda, sendo filmada, fotografada, tendo lua de mel, tudo que uma mulher deseja!

Quando encontrei Jesus comecei a me valorizar como mulher, sabendo que Deus tinha o melhor para mim e eu não precisava me sujeitar a qualquer situação para ter alguém do meu lado.

O meu namorado tornou-se um marido maravilhoso, que me ama, respeita-me, acha-me linda, é meu amigo, companheiro para todas as horas, quer estar comigo para o resto de nossas vidas. Deus deu-me ele de presente!

Hoje eu me acho bonita, sou feliz e me aceito!

Tive muitas dificuldades, mas guardei este versículo no meu coração:

"Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti".Isaias 49-15

Por mais que tenhamos histórias difíceis, nos sintamos abandonadas, solitárias, o Senhor não se esquece de nós! Nós temos valor para o Deus!

Abra-se para receber este amor incondicional.

Deus te abençoe!

Ana Rosa

veja também