Filho de pastor larga vida de baladas após ser tocado pelo amor de Deus

Filho de pastor larga vida de baladas após ser tocado pelo amor de Deus

Atualizado: Segunda-feira, 23 Novembro de 2009 as 12

Galera quero compartilhar um pouco da minha curta história de vida, na qual espero que vocês sejam edificados através dela. Nasci em um lar evangélico e sou filho de pastor, mediante essa declaração anterior vocês podem pensar que eu fui um exemplo entre os jovens, mas na realidade não foi bem assim, quisera eu que fosse. Aos 14 anos, aquele desejo forte de conhecer os prazeres do mundo, como todo pré-adolescente tem, me tirou da igreja, e me afastou de um caminho ao qual eu sabia ser o correto, mas devido às pressões do mundo serem mais fortes eu cedi a elas. Imagine a decepção dos meus pais ao ver o filho deles que poderia ser um exemplo bom na igreja, agora fora dela e dando um exemplo de vida miserável e podre.

Amados, como muitos dos nossos jovens hoje, eu conheci o mundo da prostituição muito cedo, o alcoolismo, me entreguei às farras. Meu passatempo e dos meus amigos era contar quem a gente tinha "pegado" na noite anterior, que menininha tinha conhecido quem tinha bebido mais, quem brigava mais, pensávamos que a vida se resumia em álcool, mulheres, brigas e boates. Lembro-me da minha mãe todo dia não se cansando de dizer que Jesus estava voltando e que deveria me reconciliar com Ele ou não herdaria a salvação, e eu por ser filho de pais cristãos pensava que iria para o céu de carona... rsrs...grande erro.

E a vida seguia muito bem até que, um ano meus pais tiveram que ir cuidar de umas igrejas em outra cidade e eu fiquei morando com a minha irmã alguns meses, mas o tempo se passou muito rápido e minha irmã também teve que se mudar pra cuidar de sua vida, então me deparei sozinho em uma casa, sem ninguém pra me incomodar e chamar minha atenção, não podia acreditar, era tudo que eu queria. Daí pra frente minha vida foi só farra, festas em casa, noites fora, muita prostituição, mas todas as noites quando eu ia dormir algo sempre me incomodava, eu poderia ficar com duas ou três mulheres na noite, rir com meus amigos, beber até cair, mas quando eu chegava a casa, me sentia angustiado e muitas vezes eu chorava, porque sentia um vazio dentro de mim, mas no outro dia angústia passava e eu me entregava aos prazeres de novo.

Mas chegou um tempo que aquilo não estava me preenchendo mais, eu sentia falta dos meus pais, da minha irmã, já não tinha prazer nenhum em comer sozinho, comecei a não almoçar mais, não me alimentava direito, comecei a ter crises existenciais, a me perguntar o porquê daquilo estar acontecendo comigo, foi então que um dia sem razão aparente levantei de madrugada e comecei a chorar compulsivamente e desesperadamente, foi então que me lembrei das palavras da minha mãe que sempre dizia que Jesus estava muito triste por me ver daquele jeito, jogado na sarjeta levando aquela vida miserável, então me ajoelhei cruzei as mãos e pedi a Deus perdão por tudo que tinha feito, por magoar minha família, por fazer as pessoas ao meu redor sofrer e que eu queria voltar pros braços Dele e a ter paz, que eu não conseguia mais viver sem Ele.

Dpois de horas e horas ali jogado no chão, me senti aliviado, então o dia amanheceu e eu ainda estava atônito de tanta paz que eu estava desfrutando naquele momento, então me levantei e comecei limpar toda porcaria que existia não só dentro de mim, mas na minha casa também, não queria mais saber das coisas desse mundo, tirei tudo aquilo que não prestava do meu quarto, e assim que anoiteceu eu fui a igreja evangélica mais próxima à minha casa que por sinal era a que meus pais freqüentavam, quando moravam comigo e quando o pastor fez o apelo eu entrei em batalha comigo mesmo, pois eu queria voltar, mas algo dentro de mim dizia que perderia as mulheres, as farras, a popularidade, e que eu entraria no anonimato, e desconhecido mundo cristão. Então fiquei pensando e não levantei a mão.

Quando acabou a celebração daquele culto já não podia mais aguentar. Em um ímpeto de força eu fui até a frente me ajoelhei levantei as minhas mãos e me entreguei a Jesus totalmente, sem reservas. Faz mais de 2 anos que fiz esse simples ato de confessar Jesus como meu Senhor e Salvador e posso dizer que minha vida mudou completamente.

Eu disse tudo isso só pra que entendesse que não é a placa da igreja que salva, não é o pastor que salva, não é sua mãe que salva, nem seus amigos, só Jesus pode transformar e salvar sua vida, assim como transformou a minha.

Jesus ama você de uma maneira tão sobrenatural que se doou por você sendo crucificado num madeiro, é um amor tão maravilhoso que nos constrange, você é muito especial pra Deus. Nunca deixe que as pessoas digam que você não tem valor, pois por você foi pago um alto preço... preço de sangue lá na cruz. (João 3.16)

A minha oração é que vocês sejam alcançados pela maravilhosa e imerecida graça de Deus.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também