15 erros que normalmente cometemos na direção do louvor

15 erros que normalmente cometemos na direção do louvor

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 4

Quem não comete erros? Se a frase "errar é humano" não está correta pelo menos o "erro nos lembra que somos humanos" é inquestionável.

Na ministração do louvor "nossa humanidade" tende a se aflorar e muitas vezes nos leva a cometer "pequenos deslizes".

Creio que todos nós já vivemos momentos de insegurança em plena ministração do louvor em nossas igrejas. Para nos lembrar de "nossa humanidade" e nos ajudar a evitar o que for possível, selecionamos 15 erros que normalmente cometemos na direção do louvor. Que Deus nos ajude a cooperar com Ele através do precioso serviço com a música.

Quem ainda não cometeu pelo menos um dos erros abaixo?

1. Introduzir cânticos antes de conhecê-los bem;

2. Não conhecer as tonalidades dos cânticos;

3. Não conhecer as definições rítmicas dos cânticos;

4. Não dirigir com a autoridade suficiente;

5. Entrar em conflito com a congregação (abuso e/ou excesso de autoridade - não por força...);

6. Não ter uma direção (rumo) definido;

7. Se sobressair, se impor (com a voz, instrumentos, etc);

8. Não saber quando deixar de cantar e louvar - o que vem agora?;

9. Manipular a congregação;

10. Pregar entre os cânticos;

11. Mudar o sentido da ministração bruscamente (acabar antes que o Senhor tenha feito sua obra - ex. "podem sentar-se" - ir de cânticos rápidos a lentos, de lentos a rápidos, etc);

12. Depender da reação do povo para auto-aprovação;

13. Ficar "preso" a uma lista de cânticos;

14. Ignorar a dinâmica e temer o silêncio;

15. Se considerar o "centro das atenções" e esquecer-se de que é um momento de louvor congregacional (coletivo) direcionado a Deus.

No amor de Jesus, Daniel Souza.

veja também