"A adoração é um estilo de vida e não um ritmo", diz banda Artigo 8:32

A banda acredita que hoje o rock não é mais motivo para não tocarem nas igrejas.

fonte: Guiame, Karlos Aires

Atualizado: Sexta-feira, 28 Julho de 2017 as 4:47

A banda Artigo Oito32 está comemorando 10 anos de ministério. (Foto: Divulgação).
A banda Artigo Oito32 está comemorando 10 anos de ministério. (Foto: Divulgação).

A banda cearense Artigo Oito32 tem quebrado paradigmas ao fazer do rock uma fonte de adoração nas igrejas. Isso mesmo, o grupo ministra suas canções não apenas em cultos de jovens, mas também de domingo e até de senhoras. Foi o que disse o vocalista da banda, Luiz Alberto que celebra 10 anos de ministério junto com Ruben Hugo (guitarra) e Thiago Rodrigues (bateria).

“Hoje a gente toca no culto de domingo, no culto das senhoras. Não temos mais essa restrição porque a gente fala do amor de Deus, de Cristo e da Verdade. A gente não tem muito o que sair disso. A palavra de Deus é uma só”, comentou.

“A música é uma linguagem universal e por meio dela eu tenho certeza de que muitas vidas são alcançadas. Às vezes a pessoa gosta do som e ela não percebe que ao mesmo tempo está sendo evangelizada e Cristo está agindo na vida daquela pessoa. A música é um grande canal de evangelização. Através disso, fomos quebrando barreiras e por isso hoje a gente tem essa abertura de ir para a igreja e não tocar só no culto de jovens”, ressaltou.

Questionado sobre a parceria com a Universal Music Christian Group, o guitarrista Ruben Hugo disse: “A nossa música teve uma proporção maior, pois com a divulgação, as pessoas conheceram mais o nosso trabalho. Essa parceria com a Universal Music foi fundamental para o nosso novo disco. Eles acreditaram no nosso trabalho e esse é um momento muito importante no nosso ministério, porque a gente pode agora mostrar a nova cara e identidade para o Brasil inteiro. Isso é muito importante”, pontuou.

O rock e a adoração

“A medida que a gente foi chegando e amadurecendo, mudamos também a questão do som e chegamos a conclusão que precisávamos de uma nova roupagem para esse novo álbum. Cada disco mostra aquilo que a gente aprendeu durante a estrada, durante as ministrações e tudo o que a gente passou entre um trabalho e outro”, comentou o baterista Thiago Rodrigues.

Ele continua: “Eu acredito que o rock pode ser tocado em forma de adoração. A adoração vem de um estilo de vida e não de um ritmo. Começa desde o nosso amanhecer até o deitar novamente. Acredito que a gente tem conseguido passar isso nas nossas canções, essa vida de adoração a Deus. Então o que acontece é porque as pessoas tem a cabeça fechada um pouco para isso ainda, mas a gente está conseguindo quebrar esse dogma até pelo fato que a gente vem de uma terra chamada a terra do forró”, colocou.

Para complementar, o vocalista Luiz Alberto diz: “A letra fala muito do que a gente vive. Que é a verdade de Cristo. Isso é o que a gente sempre coloca nas nossas composições. O próprio nome da banda diz isso, Artigo 8:32 que vem do livro de João 8:32. Então a gente sempre leva isso como os nossos fundamentos, crendo que só Cristo pode libertar. As nossas músicas falam disso, da verdade, do amor de Deus, que só Ele pode libertar. Esse é o nosso fundamento, a gente sempre vai fazer esse tipo de som, de letra, porque isso é o que importa e assim a gente espera que as pessoas que escutem as nossas canções possam ser libertas”, finalizou.

veja também