Amigos e ex- integrantes contam um pouco da história dos "Arautos do Rei"

Amigos e ex- integrantes contam um pouco da história dos "Arautos do Rei"

Atualizado: Quarta-feira, 25 Março de 2009 as 12

P or Nany de Castro

Em 1963, acompanhando o primeiro programa de rádio evangélico no Brasil, "A Voz da Profecia" (1943), nasce o quarteto "Arautos do Rei". Até os dias de hoje, o ministério contou com a participação de 37 cantores e 16 pianistas em 25 formações diferentes e 41 trabalhos lançados no meio fonográfico cristão.

Recentemente, o Quarteto gravou seu DVD " Vale a Pena Esperar", o local escolhido para o evento foi o auditório Ruy Barbosa da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. Na noite do dia 6 de março, o Guia-me participou do acontecimento e registrou a presença de antigos componentes e admiradores do Ministério.  Confira o que essas pessoas disseram sobre o "Arautos do Rei" e o dia da gravação do DVD:

Em 1984, o pastor Dermival dos Reis fez o primeiro teste para o Arautos. Ele faria o 2º tenor, porém não foi aprovado na seleção. Sete anos depois, participou novamente do teste, como 1º tenor, e então emprestou sua voz para o quarteto por quatro anos. "O 'Arautos do Rei' tem um valor incomparável na música evangélica em nosso país, por sua história e qualidade. Eles colocam em alto tom e bom som o nome de Cristo no Brasil", afirmou o Pr. Reis.

Já o pastor Erlo Braun desempenhou por nove anos a função de cantor no quarteto, depois passou um período como administrador financeiro, diretor do Voz da Profecia e fundador da Rede Novo Tempo de Comunicação. "Essa é uma grande oportunidade de multiplicar a informação através de músicas e louvores, para que mais pessoas possam ser contagiadas e ter uma melhora na qualidade de vida, paz de espírito. Davi trabalhou para dar uma condição melhor para Saul governar através da música, por isso ela é um instrumento de Deus para melhorar a vida das pessoas", completou o Pr. Braun.

De 1996 a 2001, Ronaldo Fagundes foi um dos componentes do quarteto, ele acredita ser privilegiado por fazer parte de um ministério tão importante para a Igreja:"Vejo que o ministério dos "Arautos do Rei" continua firme, forte, atingindo o objetivo de levar a mensagem da volta de Jesus por meio da música, eu só tenho que agradecer a Deus por continuar esse ministério de tanto tempo".

Maricéu Iglesias, Tia Cecéu,  também fez parte desse ministério, porém atuava como auxiliadora no cuidado com a família, enquanto seu esposo, Pr. Fernando Iglesias, viajava para cantar com o grupo. "O momento em que o meu esposo esteve no Arautos foi muito forte e pesado, pois tínhamos nossos filhos pequenos, mas hoje eu me lembro com muitas saudades de tudo isso. Acredito que quando fazemos uma obra para Deus tudo é válido e a gente esquece o sofrimento", expressou Tia Cecéu. "Esse DVD marca época, porque é o primeiro dessa formação, ele tem uma mensagem muito importante sobre a volta de Jesus", conclui Pr. Fernando Iglesias a respeito do novo trabalho do quarteto.

O maestro Jader Santos atuou como diretor musical do quarteto por 15 anos e tem muitas de suas composições cantadas pelos "Arautos do Rei", como por exemplo: "A Deus pertencemos", "Que amor é esse" e a "Lei de Deus". "Posso separar em duas fases: a primeira não foi de muitas mudanças, foi mais para minha adaptação; a segunda fase foi um trabalho um pouquinho mais inovador, chamei pessoas com novos perfis, mudamos um pouco a "cara" dos "Arautos do Rei". Foi um trabalho que eu gostei muito, anos muito felizes da minha vida", finalizou o maestro.

Fotos: Getúlio Camargo

veja também