Coluna Maximiliano Moraes - Acaso ou propósito?

Coluna Maximiliano Moraes - Acaso ou propósito?

Atualizado: Sexta-feira, 29 Agosto de 2008 as 12

"(...) O que planta e o que rega têm um só propósito, e cada um será recompensado de acordo com o seu próprio trabalho. Pois nós somos cooperadores de Deus; vocês são lavoura de Deus e edifício de Deus" (I Coríntios 3.8-9, NVI).

O mundo passa por transformações o tempo todo. Muitas delas não são percebidas pela maioria das pessoas: alterações sutis na natureza como um todo (clima, nível das marés etc.); alterações a nível cultural e social que, da mesma forma, só são perceptíveis com o passar das gerações. As mudanças mais claramente notadas por todos acontecem no âmbito econômico, político e religioso, e algumas delas geram impacto profundo em cidades, países e continentes. Ainda assim, a "população comum" está quase sempre alheia aos motivos ou aos fatores decisivos de tais mudanças. Chamo de "população comum" os não-convertidos, os que ainda não conheceram o poder libertador do Evangelho de Cristo. Nós fazemos parte da "população incomum": os santificados pelo sacrifício de Jesus, unidos novamente a Deus e tendo em nós a Sua vida. Nós somos a Igreja de Cristo.

Tudo o que acontece no mundo físico é reflexo de algo que ocorre no mundo espiritual. E este só se move mediante à oração ? ou à falta dela. Como Igreja de Cristo, somos responsáveis por mover o mundo espiritual a favor dos propósitos de Deus, estabelecendo o Seu Reino na terra. Deus conta conosco para levarmos o Evangelho, para sermos agentes de transformação nos meios em que vivemos através de nosso testemunho, para fazermos diferença através de nossa oração e ação. Por isso, qualquer acontecimento ou mudança política, social, econômica ou religiosa no mudo certamente será gerada pela Igreja.

 Todo servo de Deus deve entender que tudo o que ele faz tem ligação direta com o Reino. Não existe acaso para o cristão, bem como não existe diferenciação entre vida "secular" e "cristã". Todos os aspectos da vida do crente são diretamente conectados a um plano maior, o plano de Deus para o homem. Parte deste plano é individual, mas parte inclui a colaboração dos santos para o cumprimento do plano coletivo de Deus.

Se você é um profissional, por exemplo, Deus quer agir através de seus talentos profissionais para gerar transformação na empresa ou na comunidade onde você trabalha. Através de empresas cristãs, administradas por cristãos ou com objetivos compatíveis com o Reino, Deus vê seus planos para um setor da economia ou da sociedade sendo cumpridos. Através de repartições públicas ou órgãos do governo cheios de homens e mulheres de Deus, Ele vê seus planos para uma cidade sendo cumpridos. Através de líderes e formadores de opinião cristãos, Deus vê seus planos para um país serem cumpridos. A partir da transformação de um país, Deus usa seu exemplo para gerar transformação em toda a Terra. Deus usa os micros para gerar os macros, de acordo com o seu propósito.

Por isso, para a igreja, esses acontecimentos não podem ser classificados como ocasionais. Somos dignos de fazer parte do que, para grande parte da população, é mero acaso: somos cooperadores de Deus. Nossa oração é o que gera tanto a fagulha inicial quanto a explosão; tanto a pedra fundamental quanto a consolidação do edifício. Somos responsáveis pelas mudanças no mundo. Por isso, em nome de Jesus, sejamos então dignamente responsáveis pelas mudanças a favor do Reino de Deus em vez de contribuirmos para o triunfo do maligno, causado pela indiferença da Igreja.

Maximiliano Moraes é brasiliense e tem 34 anos. Servo de Deus chamado para missões através da música, é casado com Marina e pai de Leon. É graduado em Liderança Avançada pelo Haggai Institute em Maui, Hawaii. Foi arranjador e preparador vocal do Ministério Klim Kideshim, diretor de música do Instituto Cristo Para as Nações, em Belo Horizonte, e arranjador vocal do Ministério de Louvor Diante do Trono. Produtor musical, arranjador e professor, dá palestras, seminários e workshops voltados para treinamento de grupos de louvor. Escritor bissexto, tem ainda textos e artigos em várias publicações e sites na Internet.

veja também