Coluna - Rose Nascimento: Uma singela homenagem...

Coluna - Rose Nascimento: Uma singela homenagem...

Atualizado: Segunda-feira, 22 Setembro de 2008 as 12

É com imensa satisfação que venho homenagear, com estas humildes palavras, uma pessoa muito especial para mim e para toda a Igreja do Senhor no Brasil. Em meio ao meu corre-corre, soube de uma notícia que me deixou tão feliz que não poderia deixar de comentá-la: o meu irmão em Cristo, o cantor Feliciano Amaral, entrou para o Guiness Book edição de 2008, como "o cantor evangélico há mais tempo em atividade no mundo". Que maravilha!!  

Feliciano Amaral é mineiro, nascido em 20 de outubro de 1920, calculando são mais de oitenta anos de louvor! Ele foi o primeiro cristão a gravar profissionalmente. Seu primeiro LP foi gravado em 1938 e tinha duas faixas "Sou Forasteiro" e "Vem a Cristo". De lá para cá foram 39 LPs sem contar a grande quantidade de fitas K-7 e Cds lançados no mercado gospel. Sei que ele é apaixonado pelo canto congregacional e que não simpatiza muito com bateria, pois quando ele era do mundo participava de uma banda que tinha o instrumento e ele baniu tudo o que poderia lembrar-lhe o "velho homem"! Muitos hinos foram imortalizados pela unção de sua afinada voz. Até hoje são entoados "Oração de Davi", "Ao Meu Redor", "Céu Aberto", "Finda-se Este Dia", "O Jardim de Oração" e "O Eterno Fanal".

Aliás, este último hino citado, para mim é extremamente marcante, pois era um hino que meu saudoso pai (o Pr. Mário Manoel do Nascimento) amava ouvir. No dia do velório dele, "O Eterno Fanal" foi entoado pelo belo coral que meu pai regeu em vida, diante de centenas de pessoas cristãs e não cristãs que estavam presentes ali. Como uma linda homenagem ao grande homem de Deus que ele foi aqui na terra. Todos nós ficamos marcados naquele dia, e "O Eterno Fanal" sempre me trará lembranças. Assim como eu, alguém que você conhece ou até mesmo você, cantou e foi marcado por um dos hinos que Feliciano Amaral nos presenteou em gravações espetaculares. Quem nunca cantou "O Rosto de Cristo" (letra e música de Josias Menezes)? Ou quem nunca ouviu um solo de "O Mar"? (letra e Música de Guilherme Loureiro).  Amados leitores, não foi à toa que em 2003, este cantor maravilhoso foi homenageado pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro com a "Moção de Aplausos e Congratulações" como reconhecimento à dedicação dele à Obra de Deus.

Embora pareça uma notícia já passada para muitos, para mim nunca é tarde também vir aqui, expressar minha felicidade, minha emoção, reconhecer e homenageá-lo através desta singela escrita. Dizer a vocês que homens como ele é um exemplo de fé e perseverança para esta e futuras gerações. Ele foi um canal usado por Deus para abrir as portas deste mercado para todos os cantores evangélicos do Brasil e do mundo! A todos os jovens eu aconselho que incluía esta maravilhosa voz em sua discoteca, pois o canto congregacional não acabou e nunca acabará. A música pentecostal é maravilhosa, mas tudo o que ouvimos hoje, de sons e mistura de ritmos, é conseqüência de um grande legado deixado por homens e mulheres de Deus, que numa época difícil e cheia de obstáculos para os evangélicos, lutaram e perseveraram no bom combate.

Feliciano Amaral, a você, minha gratidão e meus parabéns! Desejo-lhe muitos anos de vida ainda, e que o Senhor Jesus o recompense por tão brilhante carreira na terra. Oh, Glória!!!

Rose Nascimento é cantora gospel, em 17 anos de carreira, viajou por vários países; gravou 14 CDs e 4 DVDs (ao vivo); foi premiada com mais de seis discos de ouro e platina. Agora, grava por seu próprio selo a RN Produções.

Contato: RN Produções (21) 2411-2072

               [email protected]

veja também