Como gravar um CD - Repertório e Pré-produção - Coluna Ed Oliver

Como gravar um CD - Repertório e Pré-produção - Coluna Ed Oliver

Atualizado: Sexta-feira, 13 Fevereiro de 2009 as 12

E ai galera, belezinha? Primeiro quero agradecer ao "Portal Guia-me" por dar a oportunidade de falar de assuntos tão diversos, o que dificilmente você não encontrará em outros sites. Hoje vou falar sobre a gravação de um CD e os cuidados que se deve ter, independentemente de ser o primeiro. Passarei algumas dicas e outras coisas que precisamos levar em conta em uma gravação.

A gravação é uma experiência sem fim, cada vez que gravo um CD percebo que aprendo algo, e isso não é só na Gravação em si, mas tudo que ela envolve, como o relacionamento com todos que estão no projeto, o respeito da idéia inicial do CD para não desvirtuar no caminho, o bom senso em todo momento etc.

Primeiro passo: Repertório

Eu considero o "repertório" (composições do CD) 60% ou mais do que representará o trabalho. Se o repertório não for bom, o máximo que você poderá ter é um CD muito bem gravado e produzido, mas sempre ficará com aquela impressão: "O CD está muito legal, mas parece que está faltando alguma coisa...". Ora, está faltando musica boa! Em minha opinião, como produtor e compositor, o que seria um repertório bom? Independente de ser um CD de uma igreja ou seja ministerial ou de uma banda ou até mesmo um de cantor solo, a primeira pergunta a ser feita é:

- Qual o foco das composições?

Isso mesmo, do que você quer falar no CD? Sobre a "Salvação", sobre a "Graça de Deus", sobre a "Gratidão" por ele nos amar e nos fazer de criação a filhos. Ou pode ser que você queira falar paras as pessoas que estão feridas, com temas como: "Não Desista", "Vitória", "Restituição" etc. Ou fazer um CD de Evangelismo voltado para ganhar vidas. Independente do que você vai falar ou se vai até misturar um ou outro assunto, você precisa pensar a qual alvo Deus quer te conduzir, considero muito importante que as letras estejam embasadas na palavra de Deus, podendo-se criar até músicas com versículos Bíblicos. Lembre-se também que um CD só com músicas lentas pode tornar-se melancólico demais e que é importante dosar com músicas agitadas.

Segundo passo: Pré-produção

Na pré-produção basicamente é definido como será a música, por exemplo: o bit, o andamento, a introdução, os arranjos no geral etc.

- Bit (Metrônomo)

No bit, a música será definida em que velocidade será tocada, o que costumo fazer é tocar a música só com violão ou piano e voz, em um determinado bit no qual imagino que ela será. Assim, tenho uma´idéia de como ela está, ás vezes após gravá-la, acabo decidindo aumentar ou diminuir o bit ou, se acho que está bom, eu a deixo na velocidade que toquei inicialmente.

- Andamento da Música

No andamento vamos decidir como será a estrutura da música. Quanto tempo terá a introdução, quantas vezes irá cantar o começo antes de ir para o primeiro refrão, se quando a música voltar ao início terá alguma pausa, quantas vezes o refrão será repetido no final, como a musica irá acabar etc. È importante ter bom senso, pois já me deparei com casos em que algumas pessoas de um grupo queriam que o refrão repetisse X vezes e outras queriam outra quantidade. É importante lembrar que um CD não é como um culto, onde você pode mandar voltar 40 vezes o refrão se quiser. Já me deparei com faixas que têm 17 minutos, é claro que cada um é cada um, mas creio que dificilmente essa faixa seria ouvida duas vezes no mesmo dia, é preciso ter bom senso! Se o CD for cansativo, ele ficará bem bonitinho guardado sempre na estante da casa de alguém, e creio que esse não é o propósito.

Ed Oliver é guitarrista, tecladista e produtor musical. Como músico, participou dos trabalhos de Paulo Rogério, David Fantazinni, Paulo César Baruk, Deio Tambasco, entre outros. Foi produtor musical de Gilson Campos (ex-Twister), Daisy Houston (ex-caloura do Raul Gil), Dany Grace e "Ministério Adoração e Intimidade".

Contato:

[email protected]  

veja também